DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Outro avião fretado com brasileiros deportados chega a MG nesta sexta, 14

Foto ilustrativa mostra deportação de imigrantes. Imagem: US. Immigration and Customs Enforcement.

Outro avião fretado pelos Estados Unidos vai levar brasileiros deportados e deve pousar no Aeroporto Internacional de Confins ainda na noite desta sexta-feira, 14. Trata-se do quarto voo fretado com brasileiros que estavam em situação migratória irregular no país desde outubro de 2019.

Desta vez, são cerca de 100 passageiros, de acordo com a Polícia Federal. Assim como foram os outros, nem todos os passageiros são mineiros, com pessoas oriundas de outros estados como Rondônia e São Paulo. Geralmente, o voo é direcionado para o estado onde há maior número de cidadãos de origem.

Em janeiro, o segundo voo fretado desembarcou no Rio de Janeiro.

Na sexta-feira passada, 7, outros 130 brasileiros que foram deportados pelos Estados Unidos chegaram a Confins. Na ocasião, ainda restavam 139 cidadãos do Brasil detidos sob custódia do Departamento de Imigração e Alfândega.

Brasil dá aval para EUA e mais 70 brasileiros serão deportados em voo fretado

LEIA TAMBÉM  Depois de atentado do 11 de Setembro, EUA mudaram forma de encarar imigrantes

Autorização para voos fretados

Com esse quarto voo, pelo menos 350 brasileiros já foram mandados de volta pelo governo americano para o Brasil desde outubro do ano passado, quando o Brasil passou a autorizar mais voos fretados para deportações.

O Brasil não aceitava voos fretados com deportados desde 2006, depois de uma CPI que investigou as deportações de brasileiros e o Itamaraty alterou a política de trato de brasileiros no exterior, incluindo aqueles acusados de imigração ilegal.

Um diplomata ouvido pela Reuters explicou que a decisão de não aceitar mais as deportações em massa veio da necessidade de analisar caso a caso e dar aos brasileiros que vivem nos Estados Unidos, mesmo ilegalmente, a possibilidade de reverter a decisão de deportação – o que muitas vezes acontece quando o cidadão tem filhos norte-americanos, uma estrutura familiar montada e às vezes até negócios.

EUA deportam mais 130 brasileiros em novo voo fretado

A Polícia Federal de Minas Gerais acredita que voos com essas características – carregando brasileiros ilegais ou não aceitos nos Estados Unidos – se tornem mais frequentes no país.

LEIA TAMBÉM  Estréia o 22º Miami International Film Festival

Essa é a segunda medida tomada pelo governo brasileiro para facilitar a deportação, em concordância com pedidos do governo Trump. Como mostrou a Reuters em agosto, o governo emitiu um parecer autorizando a volta de brasileiros no país apenas com um atestado de nacionalidade. Até então, brasileiros não podiam embarcar sem um passaporte válido e se recusavam a fazer a solicitação.

Em 2017, sob o governo Temer, foi feito um acordo para que os consulados emitissem o certificado em alguns casos, mas algumas empresas aéreas se recusavam a aceitar o documento até o parecer do governo brasileiro.
Com os voos fretados e pagos pelos EUA, não há necessidade de documento para desembarque no Brasil.

Itamaraty

Através de nota, o Itamaraty declarou que as autoridades acompanham os casos dos brasileiros detidos por irregularidades em situação migratória, atuando para apoiá-los “nos limites impostos pela legislação e soberania dos EUA” e garantiu que não serão criadas dificuldades para recebê-los.

“O Brasil está pronto para receber de volta todos os brasileiros e não serão criadas dificuldades para que os brasileiros deportados de acordo com a lei norte-americana, que não se contesta, regressem ao Brasil”, alegou o ministério.

LEIA TAMBÉM  Avião derrapa em pista e fere 14 pessoas em New Jersey

Aumenta número de turistas brasileiros barrados no México, diz Consulado

Comments

comments

Tags: ,,,

Gazeta News
Gazeta News



290