DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Aumenta número de turistas brasileiros barrados no México, diz Consulado

O Consulado-Geral do Brasil no México fez uma postagem em sua conta oficial no Facebook no dia 2 de fevereiro, alertando os viajantes sobre o aumento de inadmissões de brasileiros no país e até relatos de mau tratamento dado àqueles que não tiveram a entrada autorizada.

O Ministério das Relações Exteriores informou que “vem recebendo relatos de tratamento indigno dos cidadãos brasileiros inadmitidos” no México. “O problema tem sido objeto de reiterados protestos junto ao governo mexicano”, diz o Itamaraty, em nota.

O comunicado afirma, ainda, que o principal motivo das inadmissões de brasileiros na chegada ao México “foi a inconsistência de informações fornecidas pelos brasileiros, tais como reservas de hotel inexistentes ou o desconhecimento do nome das pessoas com quem alegadamente hospedar-se-iam”, segundo as autoridades mexicanas.

Maus-tratos

Em sua postagem nas redes sociais, o consulado brasileiro afirma que recebeu relatos de brasileiros que não foram admitidos no país, e, por isso, precisaram “esperar seu retorno ao Brasil, por horas ou dias, detidos em salas dos aeroportos internacionais mexicanos em condições equivalentes a reclusórios.”

A agência diplomática afirma, ainda, que o México não garante o fornecimento de alimentos ou água para quem está aguardando o retorno ao Brasil e que nem mesmo o direito a uma chamada telefônica é respeitado em alguns casos.

LEIA TAMBÉM  Avião derrapa em pista e fere 14 pessoas em New Jersey

“Caso seu ingresso ao México seja recusado, é importante saber que o Governo brasileiro, por meio do Consulado-Geral, não poderá intervir em favor de sua entrada no país e tampouco poderá fornecer alimentos ou água, devido a proibições da lei mexicana”, informou o órgão.

Quem fica retido no país precisa dividir acomodações com outros migrantes, além de ter que dormir em colchonetes plásticos, ou mesmo em bancos de concreto.

Relatos

Brasileiros que alegam buscar o México como local somente para turismo de férias fizeram relatos de decepção quanto ao tratamento recebido pelas autoridades de imigração mexicana.

“Gostaria de relatar a humilhação que eu e a minha esposa passamos no aeroporto do México. Iríamos de férias para Cancún com conexão na Cidade do México, porém na imigração pediram os documentos, todos ok (sic) e impressos, mesmo assim nos trataram como desumanos. Não respondiam nada do que questionavam, não davam informação alguma para gente e depois de 5 horas de espera nos prenderam como criminosos, além de confiscar no ato todos nossos pertences. Nos deixaram em um ambiente parecendo com prisão, separados, só tinha colchonetes no chão e estava cheio de imigrantes de diversas nacionalidades presos. Negaram banheiro para minha esposa grávida e faziam pouco caso das nossas clemências. Enfim, negaram nossa presença e nos deportaram novamente para São Paulo sem qualquer motivo ou comunicado disso. Somos pessoas do bem, temos nossos trabalhos aqui e se soubéssemos que fariam isso, não teríamos gasto nosso dinheiro suado para passar por isso”, escreveu um deles no post sobre o assunto na página do Consulado.

LEIA TAMBÉM  Gala Gay em Wilton Manors

Não é preciso visto, mas a entrada pode ser negada

Cidadãos brasileiros não precisam de visto para entrar no México. No entanto, a admissão no país não é automática e toda nação tem o direito de recusar a entrada de migrantes temporários, como é o caso do turista.

“Todas as autoridades migratórias têm o direito de negar o ingresso em seu território a qualquer cidadão estrangeiro, mesmo que portadores de visto ou provenientes de país com o qual existe acordo de isenção”, justifica o Itamaraty, que completou ainda que não há qualquer previsão de reembolso, no México ou no Brasil, de despesas realizadas com passagens, hospedagens e demais gastos.

O Itamaraty afirmou que o “Consulado-Geral do Brasil no México tem atuado junto às autoridades mexicanas para demandar respeito aos direitos dos cidadãos brasileiros inadmitidos”.

Aumento de brasileiros na fronteira com os EUA

Essa crescente onda de turistas brasileiros barrados ao entrar no México pode ter a ver, em parte, com o aumento do número de brasileiros detidos na fronteira com os Estados Unidos, uma vez que os países vêm fazendo esforços para diminuir a imigração ilegal para os EUA.

LEIA TAMBÉM  Califórnia processa o governo Trump por muro com o México

A quantidade de brasileiros presos ao tentar atravessar ilegalmente a fronteira do México com os Estados Unidos é a maior em 11 anos. Só no ano passado, 18 mil brasileiros foram detidos contra somente 1,600 em 2018. E os números continuam aumentando, segundo a agência U.S. Customs and Border Protection (Patrulha e Proteção de Fronteira), do Department of Homeland Security.

Comments

comments

Tags: ,,

Gazeta News
Gazeta News



290