DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Viva o gordo!

Terminou com vitória brasileira por 4 a 1 sobre o Japão a última rodada da primeira fase da Copa do Mundo da FIFA Alemanha 2006, realizada nesta quinta-feira, 22 de junho, em Dortmund.

Apesar de o Brasil ter o domínio do jogo desde o começo, o Japão abriu o marcador com gol de Keiji Tamada aos 34 minutos do primeiro tempo. Mas nos acréscimos, aos 46, Ronaldo desencanta e finalmente marca seu primeiro gol na Alemanha 2006.

O segundo tempo foi um “passeio” brasileiro. Juninho Pernambucano deixou a sua marca aos 53 minutos. Pouco tempo depois, aos 59, Gilberto faz o seu, e para fechar a goleada Ronaldo, em um dia inspirado, faz mais um aos 81 minutos.

Com o resultado, o Brasil termina essa fase em primeiro lugar do Grupo F, com 9 pontos, e jogará com Gana, que ficou em segundo lugar no Grupo E, no dia 27 de junho, em Dortmund.

Com o empate em 2 a 2 no outro jogo do Grupo F, a Austrália termina essa fase com 4 pontos e se classifica para jogar as oitavas-de-final contra a Itália em Kaiserslautern, no dia 27 de junho. A Croácia fica em terceiro lugar do grupo, com 2 pontos, e o Japão fica na lanterna, com apenas 1.

A partida

Houve várias mudanças na formação inicial das duas equipes. Notavelmente, Zico escolheu uma nova dupla de ataque, colocando Keiji Tamada e Seiichiro Maki, enquanto Carlos Alberto Parreira escalou Robinho no lugar de Adriano.

7’: O Brasil, já classificado, começou a partida com a intenção de conquistar todos os nove pontos possíveis do grupo. Da entrada da área, Ronaldo livrou-se do marcador, mas seu chute com o pé esquerdo foi salvo por Yoshikatsu Kawaguchi.

10’: Foi a vez de Kaká dar um corte em Nakata e chutar de cerca de 20 metros do gol, por cima da trave.

11’: Jogando pela esquerda, Robinho deu um corte para a direita, livrando-se do marcador, e forçou Kawaguchi a trabalhar, com um outro belíssimo chute da entrada da área.

15’: A Seleção pegava fogo. Gingando e sambando na entrada da área, Robinho fez Kawaguchi se esticar todo para salvar o gol japonês com a ponta dos dedos, depois do chute de esquerda do atacante brasileiro.

20’: Aparecendo impetuosamente pelo meio-de-campo, Ronaldinho tocou para Ronaldo, que encontrou espaço para finalizar, mas Kawaguchi apareceu muito bem, mais uma vez, mergulhando para defender no canto esquerdo.

22’: Dois minutos mais tarde, e o goleiro do Jubilo Iwata fez uma das melhores defesas do torneio. Ronaldo tocou para Juninho Pernambucano, que chutou com força, de cerca de 20 metros de distância. A bola tinha direção certa, o alto do gol, até que Kawaguchi se esticou para trás e conseguiu mandá-la para fora com a ponta dos dedos.

24’:O Japão havia atacado pouco até este momento, mas quase conseguiram um gol, quando Gilberto Silva por pouco não marcou contra, ao cortar o cruzamento de Akira Kaja.

34’:Mas os jogadores de Zico não tiveram de esperar muito mais. Alessandro Santos deu um passe preciso para Tamada, que estava desmarcado e fez um belo gol, chutando alto, sem defesa para Dida, causando um pandemônio nas arquibancadas.

45+1’:Mas, quando parecia que o Japão iria levar a vantagem no placar para o intervalo, o Brasil empatou. Ronaldinho cruzou para Cicinho, que cabeceou para o outro lado da área, onde Ronaldo livre cabeceou para o fundo da meta japonesa.

No ritmo do samba

51’:O número 9 do Brasil deveria ter marcado o seu segundo gol, depois de uma troca de passes maravilhosa com Ronaldinho na entrada da área, porém, o chute do atacante do Real Madrid saiu por pouco.

53:Mas o Brasil passou rapidamente à frente. Juninho desferiu um potente tiro de cerca de 25 metros, Kawaguchi errou completamente o cálculo e a bola estufou o fundo da meta japonesa.

59’:Não demorou para o Brasil fazer 3 a 1. Ronaldinho encontrou Gilberto livre pela esquerda, e o lateral esquerdo chutou cruzado no canto inferior esquerdo do goleiro japonês.

64’:Agora, os chutes saíam em seqüência. Novas tentativas da entrada da área de Robinho e Juninho foram espalmadas pelo desprotegido Kawaguchi.

66’:Robinho entrou gingando na área e preferiu dar um toque para Ronaldo em vez de chutar, mas o passe foi muito longo, saindo pela linha de fundo.

81’: Mas o artilheiro de quatro anos atrás finalmente fez o seu segundo gol na partida e no torneio, numa linda tabela com Juan, antes de girar e finalizar com um tiro certeiro, da entrada da área, no canto esquerdo do goleiro japonês.

86’:Shunsuke Nakamura, que esteve quieto durante toda a partida, bateu uma falta com efeito. A bola saiu perigosamente à esquerda do gol de Rogério Ceni, que substituiu Dida, na tentativa japonesa de diminuir o prejuízo.

Agora, os brasileiros enfrentarão Gana pelas oitavas-de-final. O Japão, que volta para casa desapontado, tendo em vista o resultado de quatro anos atrás, vai lamentar muito o empate que concedeu no final do primeiro tempo.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222