DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Vasco vence o Brasiliense por 1 a 0

A fase é tão favorável ao Vasco, que mesmo quando sua principal estrela tem uma noite infeliz, o time vence. Foi o que aconteceu nesta quarta-feira, em São Januário. Romário perdeu gols que não está acostumado e também desperdiçou um pênalti, coisa rara em sua carreira de goleador. Ficou então com o goleiro e um zagueiro a honra de garantir mais três pontos importantes ao time no Campeonato Brasileiro. Com um gol de Fábio Braz, o cruzmaltino derrotou o Brasiliense por 1 a 0. Em noite inspirada, o goleiro Roberto defendeu um pênalti cobrado por Iranildo no primeiro tempo.

O resultado leva o Vasco a 28 pontos e deixa para trás o Brasiliense, que permanece com 25. Na próxima rodada, a equipe carioca enfrenta o Fortaleza, domingo, na capital cearense. No dia anterior, o Brasiliense recebe o Palmeiras, na Boca do Jacaré.

A blitz imposta pelo time carioca logo no começo do jogo foi impressionante e empolgou a torcida, que esteve em bom número em São Januário. Em apenas dois minutos, Romário teve duas chances de marcar, mas pecou por excesso de preciosismo. Acompanhado por Fernandinho, Morais se movimentava por todos os lados do campo e fazia bons lançamentos. A vontade vascaína era realmente de empolgar o torcedor.

Mas o Brasiliense não demorou a se recuperar do golpe inicial, aproveitando-se da postura ofensiva do Vasco. Havia um grande espaço na intermediária vascaína que o time treinado por Joel Santana soube ocupar bem. Com o meia Alex Oliveira e o lateral Márcio Careca explorando bem as jogadas pelas laterais, o Brasiliense levou perigo. E poderia ter aberto o placar aos nove minutos, quando Alex Oliveira sofreu pênalti em entrada de Vergara. Iranildo bateu muito mal e o goleiro Roberto defendeu. Este, alias, se transformou no jogador mais importante do Vasco até o intervalo. Aos 30 minutos, Roberto defendeu chute forte de Alex Oliveira na pequena área e depois fez milagre em uma bomba de Marcio Careca aos 35. Aos 42, Iranildo acertou a trave com um chute de primeira.

Normalmente a sorte acompanha Romário, mas isso não aconteceu contra o Brasiliense. Assim como no começo do primeiro tempo, ele teve a chance de colocar o Vasco em vantagem no início da etapa final, logo aos cinco minutos. Mas cobrou para fora um pênalti sofrido por Fernandinho.

Como jogava melhor, o Vasco mereceu chegar ao gol, o que aconteceu aos 21 minutos. Após roubada de bola no meio-de-campo, Morais encontrou Claudemir aberto e livre de marcação pela direita. O lateral tocou para o centro da área e lá encontrou Fábio Braz. O zagueiro apenas rolou para o gol.

O Vasco então passou a jogar nos contra-ataques, contando com a disposição e bons passes de Róbson Luiz, que entrou no lugar de Fernandinho. Aos 30 minutos, em lance pela direita, Alex Dias quase ampliou mas o goleiro Eduardo fez ótima defesa. Pouco depois, aos 34, também pela direita, foi a vez de Róbson Luiz testar a boa fase do goleiro do Brasiliense.

Nos minutos finais, o Brasiliense pressionou em busca do empate, mas aí esbarrou na sorte e inspiração de Roberto. Aos 38 minutos, Oséas perdeu ótima chance ao cabecear sobre o gol quando estava livre de marcação. E aos 45 minutos, Róbston, que entrara no lugar de Alex Oliveira, cabeceou à queima-roupa mas Roberto fez linda defesa, garantindo a vitória vascaína

Vasco 1 x 0 Brasiliense

Local: São Januário, Rio de Janeiro

Árbitro: Lourival Dias Filho

Cartões: Vergara, Claudemir, Osmar e Ygor (Vasco); Dida, André Turatto e Régis (Brasiliense)

Gol: Fábio Braz, aos 21 minutos do segundo tempo:

Vasco: Roberto, Claudemir, Fábio Braz, Vergara e Diego; Ygor, Osmar, Morais (Amaral) e Fernandinho (Róbson Luiz); Alex Dias e Romário. Técnico: Renato Gaúcho

Brasiliense: Eduardo, Dida, André Turatto, Régis e Márcio Careca; Pituca (Tiano), Deda, Vampeta e Alex Oliveira (Róbson); Iranildo (Igor) e Oséas. Técnico: Joel Santana

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152