DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

VarigLog deve apresentar nova proposta de compra da Varig na próxima semana, informa TJRJ.

A VarigLog deve apresentar nova proposta de compra da Varig no início da próxima semana. A informação foi dada hoje (7) pela assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

A decisão foi tomada pela Justiça fluminense, depois que a consultoria Deloitte, administradora judicial das empresas do grupo Varig (Varig, Rio Sul e Nordeste Linhas Aéreas), analisou a proposta financeira da VarigLog e concluiu que devem ser prestados novos esclarecimentos sobre o preço mínimo ofertado e o passivo que ficará com a companhia remanescente, designada Varig Velha.

A determinação atende ao artigo 60, parágrafo único, da Lei de Recuperação de Empresas, aprovada em junho do ano passado em substituição à Lei de Falências e Concordatas. A Varig é a primeira empresa inscrita na nova lei. Seu processo de recuperação judicial completou um ano no dia 17 de junho e, segundo a assessoria do TJRJ, já tem com mais de 17 mil páginas.

Após receber as informações solicitadas, o juiz Luiz Roberto Ayoub, da 8ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, onde corre o processo da Varig, enviará os dados para nova apreciação do Ministério Público e da Deloitte. Se o parecer das duas instituições for positivo, o juiz poderá convocar a assembléia de credores da Varig para aprovação da proposta da VarigLog e o segundo leilão judicial para alienação da companhia aérea.

Na última quarta-feira (5), Ayoub cancelou a assembléia prevista para o dia 10, porque a VarigLog apresentou o detalhamento financeiro da proposta, e esse documento precisava ser analisado pelo Ministério Público e pela administradora judicial. A VarigLog continua fazendo depósitos diariamente para garantir o fluxo de caixa da Varig até o leilão.

Os números não são revelados pela empresa, mas assessores da VarigLog informaram que hoje foram depositados US$ 2 milhões, destinados a despesas com combustível. De acordo com estimativas do mercado, até ontem (6), os desembolsos chegariam a cerca de US$ 9 milhões. A linha de crédito colocada à disposição da Varig por sua ex-subsidiária VarigLog para despesas correntes está limitada a US$ 20 milhões.

A VarigLog é controlada pela Volo do Brasil, formada pelo fundo americano Matlin Patterson e por empresários brasileiros e de Macau.

A proposta da VarigLog é, até o momento, a única apresentada formalmente à Justiça do Rio para compra da Varig.

Agência Brasil

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
223