DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Sobe para 20 o número de mortos por causa de tornado na Flórida

O número de mortos causados pelos tornados que atingiram a Flórida aumentou hoje para 20, depois que as equipes de resgate retomaram a busca nas zonas devastadas.

As autoridades confirmaram que treze pessoas morreram em Paisley e outras sete em Lady Lake, no condado de Lake, umas das áreas onde os tornados arrasaram mais de 1.500 edifícios, na madrugada da sexta-feira.

Entre os mortos há pelo menos dois adolescentes, e uma criança de sete anos.

Os serviços de resgate trabalham intensamente com cachorros treinados para localizar pessoas presas sob os escombros causados pelos tornados nos condados de Seminole, Sumter, Lake e Volusia.

O governador da Flórida, Charlie Crist, pediu ao presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, que declare o estado zona de desastre, ratificou que o mais urgente é resgatar os sobreviventes.

Após efetuar um percurso pelas áreas devastadas, Crist disse que o ocorrido é de tal gravidade que dar uma resposta efetiva está além das capacidades do Estado. Por isso, a ajuda federal é necessária.

“O nível de devastação é difícil de descrever”, declarou.

Os tornados, que surpreenderam milhares de habitantes enquanto dormiam, derrubaram casas, árvores e postes da rede elétrica, e afetaram o serviço telefônico.

Também arrancaram edifícios dos seus alicerces, derrubaram automóveis e deixaram toneladas de escombros nas áreas afetadas, especialmente no condado de Lake, no norte de Orlando, onde a destruição é maior.

Funcionários da Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema) estão na zona avaliando os danos e tramitando os pedidos de ajuda, enquanto cerca de 8 mil soldados da Guarda Nacional começam a distribuir água e alimentos.

Centenas de desabrigados passaram a noite nos albergues abertos pela Cruz Vermelha.

Os meteorologistas confirmaram que pelo menos um dos tornados atingiu a categoria F3 na escala Fujita, que vai de zero a cinco, ao registrar ventos de quase 235 km/h.

Em 1998, cinco tornados mataram 42 pessoas no centro da Flórida e arrasaram 2.600 casas.

Ben Nelson, meteorologista estadual, explicou que o sistema de tempestades que atingiram os quatro condados é conhecido como “supercélula”, tempestades elétricas giratórias que se movimentam por terra e produzem tornados.

Ele lembrou que, embora a Flórida esteja protegida dos furacões quando a corrente de “El Niño” está presente, este fenômeno pode provocar tempestades severas no estado durante o inverno.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
244