DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Só um brasileiro vence no primeiro dia do WCT da África do Sul

Sexta etapa do WCT, o Billabong Pro começou nesta terça-feira em boas ondas de até 1,5m de altura, logo no primeiro dia do período de espera do campeonato. A participação brasileira na primeira fase foi muito fraca, com apenas Bernardo Pigmeu vencendo sua bateria nas direitas de Jeffreys Bay, na África do Sul. Os outros oito surfistas brazucas terão que disputar a repescagem.

Bernardo Pigmeu, que compete substituindo o americano Shane Beschen, não se intimidou com os australianos Mark Occhilupo, ex-campeão mundial, e Trent Munro, vice-líder do ranking. O pernambucano somou 15,27 pontos para vencer e passar direto à terceira fase, relegando Munro (13,90) e Occy (12,77) à repescagem.

– Estou muito feliz de estar aqui com os melhores surfistas do mundo. Estou tentando aprender, porque tudo é novidade para mim. Não existe pressão sobre mim e derrotar o Occy, uau! Ele é uma lenda, um surfista incrível! – vibrou Pigmeu.

Entre os demais brasileiros, Marcelo Nunes, Paulo Moura, Victor Ribas e Raoni Monteiro ficaram em segundo em suas baterias, enquanto Renan Rocha, Peterson Rosa e Guilherme Herdy terminaram em terceiro. Neco Padaratz, que estava escalado para a mesma bateria de Raoni, não competiu.

O maior destaque em J-Bay foi o australiano Joel Parkinson, que somou 18,57 pontos para vencer o confronto contra o convidado sul-africano Sean Holmes e o australiano Tom Whitaker. O atual tricampeão mundial, Andy Irons, e o hexacampeão e líder do ranking, Kelly Slater, também venceram e convenceram, com médias 17,00 e 17,90, respectivamente.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196