DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Seca põe em perigo equilíbrio dos Everglades

A seca de 16 meses pela qual passa o sul da Flórida não só está colocando em risco os reservatórios de água potável, como também já começou a afetar de maneira inquietante o equilíbrio ecológico dos Everglades, onde pelo menos 68 espécies de plantas e animais já estão em perigo de extinção.

Com isso, acredita-se que o Distrito de Administração de Água do Sul da Flórida (SFWMD) intensifique o alerta sobre o consumo de água.
A segunda fase das restrições prevê outro passo de emergência que deve ser dado pelas autoridades em menos de dois meses, a fim de reduzir o impacto da falta de chuva sobre a região.

– Não há muitas opções em vista, porque a chuva que caiu durante a semana passada não foi suficiente. Estamos falando de três polegadas em Miami-Dade e de meia polegada no Lago Okeechobee. Para um mês de abril, eu diria que não é nada. É preciso ter paciência porque não estamos melhor do que há duas semanas.

A demanda por água traduziu-se nos últimos anos em um aumento da dependência dos sistemas naturais ao ponto de já aproximar-se de níveis preocupantes, de acordo com especialistas.

Somente no sul da Flórida, os administradores de serviços publicos dos condados de Miami-Dade, Broward, Palm Beach e Monroe dependem de pelo menos 500 milhões de galões de água diários dos Everglades, conjuntamente com o respaldo do lago Okeechobee, para recarregar e sustentar o Aquífero Biscayne, a fonte mais importante de água potável da região.

– Todos os sistemas são muito delicados, mas no que diz respeito aos Everglades falamos de um espaço único. Não existe outro igual no mundo. Mas para enfrentar uma demanda populacional em ascenção, e sem suficientes metas de restauração da água, o que poderemos fazer? Vamos condenando-o a um perigo de morte lenta, e isso não é justo – disse Sara Fein, porta-voz da Associação de Conservação de Parques Nacionais.

Ela acrescenta que os sacrifícios que encaram os ambientes naturais em benefício do homem impactam a vida silvestre, e muitas vezes o custo é irreversível. A extração de água nos Everglades e a falta de chuva tem feito, por exemplo, com que o caiman (jacaré americano) e o crocodilo abandonem seu habitat, e busquem desesperadamente alimento e fontes de água em áreas povoadas.

Restrições
Pelas novas regras de contenção do consumo de água, os moradores de Miami-Dade, Broward, Palm Beach e Monroe poderão regar seus jardins somente em um horário fixo, duas vezes por semana: quartas-feiras e sábados, de 4 da madrugada às 8 da manhã, nos endereços que terminem em número ímpar, e quintas-feiras e domingos, no mesmo horário, nos endereços que terminem em número par.

Nos negócios como viveiros, lavadoras de carro e campos de golf, é requerido que sejam economizados 30% do total do consumo. De acordo com a agência responsável pelo gerenciamento de água, estes usuários já foram notificados pessoalmente sobre as restrições.

Na área de serviço do lago Okeechobe e nas zonas agrícolas próximas, as autoridades do SFWMD já determinaram uma economia de água de 45%.

Saiba como economizar água

Gastar mais de 120 litros de água por dia é jogar dinheiro fora e desperdiçar nossos recursos naturais. Leia a seguir como economizar água e dinheiro – sem prejudicar a saúde e a limpeza da casa e a higiene das pessoas.

No banheiro
O banho deve ser rápido. Cinco minutos são suficientes para a higienizar o corpo. A economia é ainda maior se ao se ensaboar fecha-se o registro.
Banho de ducha por 15 minutos, com o registro meio aberto, consome 243 litros de água. Se fechamos o registro, ao se ensaboar, e reduzimos o tempo para 5 minutos, o consumo cai para 81 litros.

Escovar os dentes
Se uma pessoa escova os dentes em cinco minutos com a torneira não muito aberta, gasta 80 litros de água. No entanto, se molhar a escova e fechar a torneira enquanto ensaboa os dentes e, ainda, enxaguar a boca com um copo de água, consegue economizar mais de 79 litros de água.

Lavar o rosto
Ao lavar o rosto em um minuto, com a torneira meio aberta, uma pessoa gasta 16 litros de água. A dica é não demorar. O mesmo vale para o barbear. Em 5 minutos gastam-se 80 litros de água. Com economia o consumo cai para 2 a 3 litros.

Descarga e vaso sanitário
Uma bacia sanitária com válvula com o tempo de acionamento de 6 segundos gasta de 10 a 14 litros. Bacias sanitárias de 6 litros por acionamento necessitam um tempo de acionamento 50% menor para efetuar a limpeza, neste caso pode-se chegar a volu-mes de 6 litros por descarga. Quando a válvula está defeituosa, pode chegar a gastar até 30 litros. Mantenha a válvula da descarga sempre regulada e conserte os vazamentos assim que eles forem notados.

Na cozinha
Ao lavar a louça, primeiro limpe os restos de comida dos pratos e panelas com esponja e sabão e, só aí, abra a torneira para molhá-los. Ensaboe tudo que tem que ser lavado e, então, abra a torneira novamente para novo enxágüe. Só ligue a máquina de lavar louça quando ela estiver cheia.

Lavar louça num apartamento, com a torneira meio aberta em 15 minutos, são utilizados 243 litros de água. Com economia o consumo pode chegar a 20 litros.

Uma lavadora de louças com capacida-de para 44 utensílios e 40 talheres gasta 40 litros. O ideal é utilizá-la somente quando estiver cheia.

Na higienização de frutas e verduras utilize cloro ou água sanitária de uso geral (uma colher de sopa para um litro de água, por 15 minutos).

Depois, coloque duas colheres de sopa de vinagre em um litro de água e deixe por mais 10 minutos, economizando o máximo de água possível.

Você sabia que ao se utilizar um copo de água, são necessários pelo menos ou-tros 2 copos de água para lavá-lo. Por isso, combata o desperdício em qualquer circuns-
tância.

Área de serviço
Junte bastante roupa suja antes de ligar a máquina. Procure utilizar a máquina no máximo três vezes por semana.

Jardim e piscina
Use um regador para molhar as plantas ao invés de utilizar a mangueira. Ao mo-lhar as plantas durante 10 minutos o consumo de água pode chegar a 186 litros. Para economizar, a rega durante o verão deve ser feita de manhã-zinha ou à noite, o que reduz a perda por evaporação.

No inverno, a rega pode ser feita dia sim, dia não, pela manhã. Mangueira com esguicho-revólver também ajuda. Assim, pode-se chegar a uma economia de 96 litros por dia!

Se você tem uma piscina de tamanho médio exposto ao sol e à ação do vento, você perde aproximadamente 3.785 litros de água por mês por evaporação, o suficiente para suprir as necessidades de água potável (para beber) de uma família de 4 pessoas por cerca de um ano e meio aproximadamente, considerando o consumo médio de 2 litros / habitante / dia. Com uma cobertura (encerado, material plástico), a perda é reduzida em 90%.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153