DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Quem dirige melhor, o homem ou a mulher?

Um estudo americano põe por terra o eterno clichê sobre as mulheres ao volante, ao revelar que elas dirigem melhor que os homens e arriscam menos a vida na direção.

Os homens motoristas correm 78% mais riscos que as mulheres de morrer em um carro, segundo cálculo baseado no número de quilômetros percorridos e que consta de estudo realizado pela Universidade Carnegie Mellon.

A análise foi encomendada pela fundação para a segurança rodoviária da Associação Automotora Americana (AAA) e é apresentada na internet como um site interativo onde os motoristas podem inserir parâmetros como sexo e idade, hora, região onde dirige, em que estação ou em que tipo de veículo, e descobrir suas chances de sofrer um acidente fatal.
A melhor conduta das mulheres ao volante já havia sido provada em estatísticas, embora persista o clichê de que seriam más motoristas, admitiu David Gerard, pesquisador de políticas públicas da Universidade Carnegie Mellon. Quando levado em consideração o número de acidentes fatais ocorridos nos Estados Unidos entre 1999 e 2004 (último ano disponível para estudo), em 116. 493 casos o motorista morto era um homem, contra 40.381 casos quando quem estava ao volante era uma mulher. Desde 1998, a quantidade de homens e mulheres com carteira de motorista é a mesma nos Estados Unidos.

“Os homens são mais propensos a adotar uma conduta de risco, a dirigir embora tenham bebido álcool e a não usar o cinto de segurança”, disse Russ Rader, porta-voz do Instituto de Seguros para a Segurança nas Estradas (Insurance institute for highway safety).
As mesmas seguradoras, que baseiam suas tarifas no histórico do motorista e na quantidade de quilômetros percorridos por ano, concedem os melhores prêmios às motoristas, reconheceu Michael Barry, porta-voz do Instituto de Informação de Seguros (Insurance information institute). “O estudo da AAA mostra uma tendência que indica que as mulheres, em geral, pagam um seguro mais barato que os homens, mas as seguradoras dirão que avaliam os riscos dos segurados caso a caso”, disse Michael Barry.

Segundo números das seguradoras, em 2004 houve 46.200 acidentes mortais nos Estados Unidos com homens ao volante contra 16.800 quando a motorista era uma mulher.

No caso de colisões menos graves, no entanto, a diferença foi menos flagrante, com 11,2 milhões de acidentes com homens contra 8 milhões com mulheres.

O site interativo da AAA revela outras surpresas. As possibilidades de acidentes fatais nos Estados Unidos são maiores no verão que no inverno, ao contrário do que se poderia imaginar, e os riscos de morrer ao volante são os mesmos para um jovem de 18 anos e para uma idosa de 80.

No entanto, à meia-noite de um sábado, um homem ao volante tem três vezes mais chances de sofrer um acidente fatal que uma mulher que esteja dirigindo na mesma hora. Ao contrário, na manhã de domingo, no horário da missa, a probabilidade – que é muito baixa – é a mesma para os ambos.

Como proceder em caso de acidente
Quando alguém se vê envolvido em um acidente de carro é muito comum sentir-se confuso e inseguro quanto às providências a serem tomadas, quanto ao que dizer ou não dizer. Para ajudar você a manter-se organizado e focado no que interessa, lembre-se das seguintes dicas:

• Kit Essencial
O seu kit deve incluir uma caneta, bloco, registro do veículo, cópia do seguro do carro, telefones de contato para emergência e uma câmera, mesmo que seja daquelas descartáveis. É importante também ter no carro sinalizadores, de preferência luminosos ou fluorescentes, para casos de acidente à noite.

• Mantenha-se calmo
Manter-se calmo não apenas ajuda você a lembrar dos detalhes do acidente, como também ajuda a fazer com que todas as partes envolvidas permaneçam focadas na situação do acidente.

• Assegure-se de que ninguém ficou ferido
Depois de verificar se você mesmo está ferido, cheque os demais passageiros e as outras partes envolvidas. Não remova, nem toque em nenhum eventual ferido. Caso haja algum, ligue imediatamente para o serviço 911 e peça socorro.

• Remova seu carro
Em caso de acidente de pequenas proporções, retire seu carro do meio do trânsito, e o estacione em local seguro. No entanto, se o acidente for mais grave, não retire o veículo do local. Coloque sinalizadores, triângulos ou luminosos para alertar os demais motoristas que passam. Coloque os sinalizadores na frente e atras do local do acidnete.

• Chame a polícia
Não importa a proporção do acidente, informe o serviço 911. Se a polícia não puder comparecer ao local, assegure-se de trocar as seguintes informações com os demais envolvidos: nome, endereço, telefone, empresa seguradora e respectivo telefone, número da apólice, número da carteira de motorista, número da placa, ano, fabricante, modelo e cor do carro. Além disso, não esqueça de anotar nomes, endereços, telefones e números de carteira de motorista das testemunhas.

• Faça um boletim de ocorrência
No caso de a polícia não poder comparecer ao local, você terá que ir à delegacia mais próxima e fazer um boletim de ocorrência. Esse boletim também será útil para que as companhias de seguro dêem curso ao processo de reembolso.

• Documente os fatos
Utilize sua câmera para fotografar os carros envolvidos, a posição em que ficaram, e qualquer dano causado aos carros envolvidos. Caso não tenha uma câmera, anote todos os detalhes do acidente e os informe à sua companhia de seguros.

• Saiba o que dizer e o que não dizer
Não diga ao outro motorista ou à polícia que você acha que a culpa foi sua, e não discuta detalhes do acidente com ninguém, que não seja um policial ou um agente da sua companhia de seguros. Além disso, não aceite nenhum dinheiro como forma de compensação do outro motorista envolvido no acidente. A sua companhia de seguros tomará as providências para que você seja reembolsado por qualquer eventual dano.

• Ligue imediatamente para sua companhia de seguros
Logo que possa, comunique o acidente à sua empresa de seguros. Para agilizar a ligação, tenha em mãos as seguintes informações: data e horário do acidente, e a direção e a velocidade que todos os envolvidos no acidente estavam seguindo, como aconteceu o acidente, nomes e informações das tesmunhas e das partes envolvidas, se alguém ficou ferido, em que parte e qual foi o dano causado ao seu carro, o número do boletim de ocorrência.

• Saiba o que é coberto
pelo seu seguro
Dependendo do dano causado ao seu carro, você poderá ter que alugar um carro enquanto seu veículo é reparado. Caso esteja previsto em sua apólice, a companhia de seguros irá reembolsá-lo pelo aluguel do carro.

Seguros
De acordo com informações do site norte-americano insurance.com, o cálculo para fixação do valor de um seguro leva também em consideração o sexo do motorista. “Por natureza, os homens são, geralmente, mais agressivos e tendem a se envolver em práticas arriscadas de direção, tais como não utilizar o cinto de segurança, exceder o limite de velocidade e dirigir sob influência de álcool ou drogas. As empresas de seguro estão cientes das estatísticas que mostram que as mulheres envolvem-se menos em acidentes, e fixam seus preços de seguro levando isso em consideração”, afirmou o agente de seguros Brad Vermillion ao site.

Mas os homens não devem se sentir discriminados. A diferença de comportamento entre homens e mulheres motoristas tem começado a diminuir. “Nos últimos dois anos, temos percebido uma elevação no número de mulheres dirigindo com mais freqüência e durante um número maior de horas. Tudo isso faz com que elas tenham elevado seu nível de stress, o que pode levar a comportamento mais agressivo ao volante. Somente o tempo dirá de que forma isso irá afetar a diferença de preços de seguros praticada para homens e mulheres”, afima Dave Roush, CEO da Insurance.com.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
156