DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Quando foi que desaprendemos a comer?

Share

Existem uma pergunta que tem povoado meus pensamentos ultimamente. Quando foi que paramos de comer corretamente? Me lembro bem que eu e minhas amigas, quando jovens, nos preocupávamos sim com a beleza, mas não era dessa forma que hoje assistimos. E nós éramos magras.

Não quero dizer que éramos supermagras, mas não havia essa luta para sermos todas iguais, com o mesmo perfil, com o mesmo corpo, com as mesmas pernas. Nós comíamos sem culpa. Nos sentávamos à mesa e comíamos, simples assim. Ninguém ficava analisando a quantidade de fibras, gordura saturada, carboidrato de alto índice glicêmico, nada disso. Comíamos e ponto.

Muita coisa mudou. A pressão da sociedade mudou porque é mais intensa. Sem dúvida os meios de comunicação informam muito mais hoje. Você sabe de tudo (certo e errado) em segundos, quando não ao mesmo tempo. Nossa cabeça está cheia de informações e a cada segundo nós temos que julgar o que é certo, o que é errado, baseado em outros julgamentos anteriores. Difícil.

Outras coisas que também mudaram. Antigamente, fazíamos três refeições no dia, de repente você tem que comer de três em três horas. Mas, será que isso é para todos? Então, vamos programar o celular para avisar que está na hora de comer. Existe um app que faz barulhinho de água para te lembrar de beber água. Hoje, precisamos ser lembrados de comer e de beber; no mínimo, esse comportamento é diferente. E mais, fazemos isso com a ideia de que agora, sim, seremos saudáveis, porque estou me alimentando de três em três horas e tenho um celular que me avisa a hora de beber água.

Tudo isso não te ensina a comer. Existem algumas questões a serem discutidas e que foram esquecidas. Basicamente, não olhamos muito tempo para o alimento, não sentimos seu cheiro e mal sentimos o gosto. A pressa em se alimentar tirou de nós esses prazeres. A oportunidade de distinguir os temperos e os sabores se perdeu na velocidade e nos inúmeros tipos de temperos prontos. Assim que me sirvo acrescento sem pensar, mostarda, ketchup, maionese, mais sal e tantos outros aditivos. E como rápido. Não tenho tempo de mastigar devagar, não espero um intervalo de tempo entre uma garfada e outra, nem levanto a minha cabeça.

O que estamos perdendo e o que estamos ganhando? Estamos ganhando mais tempo para buscarmos a nossa felicidade. E estamos perdendo a oportunidade de sermos felizes. Sentar-se à mesa, sentir o sabor e o cheiro dos alimentos, conversar com amigos e familiares durante as refeições traz muita alegria e felicidade. Mas, além disso, traz saúde. Sentindo mais o sabor, comendo devagar, comeremos menos quantidade e teremos mais satisfação. O alimento não será uma obrigação, será prazer. Um prazer livre, então aquela vontade de comer pode não ser tão frequente, pois eu posso comer. Comerei menos, porque irei saborear e ter prazer.

Não é saudável é comer muito e sem qualidade. Correto é comer devagar, com qualidade.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share

Tags: ,,,,,

Ivani Manzo
Ivani Manzo
Dra. Ivani Manzo é doutora em Ciências pela Escola Paulista de Medicina UNIFESP – EPM com ênfase em obesidade, gestação e exercício. Em 2010 iniciou seus estudos em Life Coach e desde então trabalha ajudando as pessoas a alcançarem seus objetivos.
143