DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

A pergunta que não quer calar: afinal, o que é melasma? – Parte I

Share

melasmaMuitas mulheres sofrem com estes pontos escuros no rosto e não têm ideia do motivo que fizeram eles aparecerem. Elas passam protetor solar, cuidam da pele e, mesmo assim, os melasmas surgem num passo de mágica. Afinal, quais são os fatores que desencadeiam essas manchas escuras na pele? Por que aparecem sem mais nem menos?

Para responder todas as perguntas sobre essas manchas indesejadas que insistem em aparecer, continuamos o nosso bate-papo com a Dra. Paula Marsicano, da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Confira a primeira parte sobre o assunto:

O que é o melasma?
Dra. Paula Marsicano – É uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, mais comumente na face, mas também pode ocorrer nos braços e colo. Afeta mais frequentemente as mulheres, podendo ser vista também nos homens. Não há uma causa definida, mas muitas vezes esta condição está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e, principalmente, à exposição solar. O fator desencadeante é a exposição à luz ultravioleta e mesmo à luz visível. Além dos fatores hormonais e da exposição aos raios solares, a predisposição genética e histórico familiar também influenciam no surgimento desta condição.

Quais as principais características do melasma?
Dra. Paula Marsicano – Normalmente, as manchas do melasma são escuras, acastanhadas, irregulares e bem definidas. Muitas vezes, as pessoas relacionam o surgimento da mancha ao uso de algum creme, um procedimento de depilação com cera, acidentes domésticos com calor ou forno, mas todas essas possibilidades são apenas “mitos”, não comprovados cientificamente. Embora não tenham muita relação com outras doenças, causam grande incômodo estético. Algumas pessoas podem apresentar depressão ou dificuldades no convívio social em função disso.

Quais são os tipos de melasma?
Dra. Paula Marsicano – Melasma epidérmico: tipo de melasma em que há depósito aumentado de melanina na epiderme, que é a camada mais superficial da pele;
Melasma dérmico: nesse tipo, os depósitos de pigmento ocorrem da derme, a camada mais profunda da pele, ao redor dos vasos superficiais e profundos;
Melasma misto: aqui, há um aumento de pigmentos tanto na epiderme, quanto na derme, podendo ser mais concentrado em um ou em outro.
Quanto à localização ele pode se apresentar mais comumente da seguinte forma: melasma de padrão facial; melasma malar: nas maçãs do rosto; melasma centrofacial; ocorre na testa, bochechas, acima do lábio, nariz e queixo; melasma mandibular; e também pode aparecer nos braços, colo, pescoço (laterais, principalmente) e, às vezes, ombros e dorso.

Aposto que algumas dúvidas já foram respondidas. Mas, na próxima edição, vamos abordar o tema que todas querem saber: os tratamentos indicados para o melasma. Já pensou dar um basta a essas manchas? Mantenha-se antenada e até semana que vem.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share

Tags: ,,,,,,

Priscila Honorato
Priscila Honorato
Pricila Honorato é natural de Brasília, graduada em jornalismo. No Brasil, já foi produtora, repórter e assessora de imprensa. Hoje, atua na área de beleza, como maquiadora profissional e designer de sobrancelha, e se mantém antenada a um estilo de vida saudável.
211