DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Orlando, Tampa e Miami lideram melhora econômica na FL

Downtown Orlando, uma das áreas em destaque na economia da FL. Foto: Flickr.

As áreas metropolitanas de Orlando, Tampa e Miami são as três de maior destaque em crescimento econômico e mais oferta de empregos na Flórida, segundo dados recentes do governo.

Com a taxa de crescimento da força de trabalho na Flórida superando quatro vezes a nacional, o estado agora foca na redução de impostos e diminuição de regulamentos para atrair empresas.

A economia no estado segue em crescimento contínuo e o setor de negócios da Flórida foi um dos que mais prosperou em 2017, anunciou o governador Rick Scott. Foram criadas 127.400 novas vagas de emprego em outubro e a taxa de desemprego caiu para 3.6%, a menor taxa desde fevereiro de 2007. Desde dezembro de 2010, as empresas da Flórida criaram 1.448.300 novos empregos no setor privado.

Tampa ficou em segundo lugar em criação de empregos e negócios. Foto: Pixabay.

Orlando, Tampa e Miami lideram crescimento

De acordo com dados do governo, de todas as áreas metropolitanas da Flórida, a de Orlando foi a que mais criou novos empregos no estado em 2016, somando 37,4 mil novos empregos no setor privado. A taxa de desemprego em Orlando caiu para 3,2%, 1,3 pontos percentuais em relação ao ano passado. “Esses dados confirmam que Orlando continua a ser um ótimo lugar para começar ou ampliar um negócio”, disse Scott.

Em segundo lugar vem a área de Tampa, com 27 mil novos empregos no setor privado no ano passado. A taxa de desemprego de Tampa caiu para 3,3%, abaixo de 1,4 pontos percentuais de um ano atrás. Os setores de maior crescimento ao longo do ano em Tampa foram serviços profissionais e de negócios, com 6.500 novos empregos e construção com 5.400 novas vagas. A região permaneceu em primeiro lugar entre as áreas metropolitanas do estado em demanda de emprego em outubro com 44.781 aberturas.

Em terceiro lugar vem a área metropolitana de Miami, com a criação de 25.600 novos empregos no setor privado no último ano. A taxa de desemprego em Miami caiu para 4,6% em outubro, abaixo de 0,9% em relação ao ano anterior. Os setores que tiveram maior crescimento ao longo do ano em Miami foram o comércio, o transporte e os serviços públicos com 7.500 novos empregos e serviços de educação e saúde com 6.700 novos empregos.

Sul da Flórida

No sul do estado, depois de Miami, Fort Lauderdale aparece com maior número de criação de empregos, com 23.200 novas vagas no setor privado no último ano, o quarto maior número de empregos entre todas as áreas metropolitanas da Flórida. A taxa de desemprego caiu para 3,3% em outubro, abaixo de 1,4 pontos percentuais de um ano atrás. Os setores de maior crescimento em 2017 foram educação e saúde com 9.800 novos empregos, e construção, com 4.200 novas vagas.

Já a área de West Palm Beach criou 6.900 novos empregos no setor privado no último ano e teve queda de 3,6% na taxa de desemprego em outubro, abaixo de 1,4 pontos percentuais no último ano. Os setores que mais cresceram em 2017 foram a construção civil, com 3.200 novos empregos e serviços profissionais e comerciais com 2.200 novos empregos.

O governador Scott ressaltou que o “trabalho para tornar a Flórida o estado mais amigável para os negócios na nação está dando certo, é um sinal de crescimento econômico continuado. Continuaremos trabalhando para reduzir os impostos e reduzir os regulamentos, de modo que mais empresas escolherão se mudar para a Flórida”, afirmou.

Ana e Augusto Kruger, proprietários da Ana Mattress, em Pompano Beach.

Brasileiros celebram o boom dos negócios na Flórida

Brasileiros que resolveram investir comemoram o bom momento. Os empresários brasileiros Ana e Augusto Kruger decidiram investir na Flórida e abriram em janeiro deste ano a Ana Mattress, uma loja de colchões, móveis e artigos de decoração para residências, instalada em Pompano Beach.

Apesar do pouco tempo, estão satisfeitos e comemoram o bom rendimento do negócio na Flórida.

Loja Ana Mattress Divulgação.

“Quisemos investir em algo que pudesse beneficiar a comunidade brasileira, nosso principal cliente até então. Sabemos da dificuldade que é chegar nesse país, muitas vezes sem falar inglês e deixando suas mobílias”, destaca Ana.

A equipe ainda é pequena, mas os donos planejam aumentar o quadro de funcionários e também o negócio. “Atualmente somos em 5 pessoas, entre vendedores, entregador e montador, mas pretendemos dobrar esse número até final de 2018, além de investir em uma nova loja e também no público americano”, ressalta.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,,,,,

Arlaine Castro
Arlaine Castro
Arlaine Castro Mineira, formada em Comunicação Social - Jornalismo pelo Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (UNILESTEMG). Traz em seu currículo experiências como assessora de comunicação, escritora, revisora e organizadora do livro Eta Babilônia. Atualmente é repórter do Gazeta News.
277