DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

O BARÃO VEM AÍ!

A banda nasceu em 1981, no Rio de Janeiro. Seus primeiros integrantes, Roberto Frejat, Guto Goffi, Dé Palmeira e Maurício Barros adoravam tocar rock em estado puro. Mas só em 1982 encontraram Cazuza, o vocalista que deu “alma” ao grupo e lança seu primeiro LP, “Barão Vermelho”. Quando participa do “Rock in Rio” de 1985, a galera jovem e não tão jovem passa, então, a eternizar seu gosto pelo grupo. Pena que logo depois Cazuza deixava o Barão, partindo para uma carreira solo. Entraram Fernando Magalhães e Peninha. Frejat passou a ser o vocalista e o Barão assinou contrato com a Warner.
A novela Vale Tudo, de Gilberto Braga incluiu Pense e Dance na trilha sonora em 1988, alavancado pelo álbum Carnaval. Com todo esse sucesso, Barão Vermelho fez o show de abertura de Rod Stewart no Brasil.
Em 1990, o Barão Vermelho participou do Hollywood Rock e foi considerado o melhor grupo musical do festival. O oitavo disco, “Na calada da Noite”, foi escolhido em 1991, por unanimidade do público e pela crítica da revista Bizz, o melhor disco do ano.
Todos os integrantes foram apontados, cada um em sua categoria, os melhores de 1990, incluindo Peninha, Fernando Magalhães e o baixista Dadi, que veio dos Novos Baianos e entrou na banda substituindo Dé. Mas, logo depois, Dadi também saiu, entrando em seu lugar Rodrigo Santos, que está com o grupo até os dias atuais.
Premiado de novo em 1992 como o melhor grupo do Hollywood Rock, ganha também o Prêmio Sharp no mesmo ano.
Em dezembro de 1999, o Barão lançou uma excelente retrospectiva acústica de todos os sucessos, gravada ao vivo, o álbum “Balada MTV-Barão Vermelho”. O disco trouxe os melhores momentos da carreira, com novos arranjos, inclusive regravações de Raul Seixas, Cazuza e Legião Urbana.
Em 2001, depois de mais uma bela e surpreendente apresentação no Rock in Rio 3 – Por um Mundo melhor, o Barão fez uma pausa para seus integrantes desenvolverem projetos paralelos.
No CD, Pedra, Flor e Espinho uma antologia que deixa o fã, como diz o crítico Ezequiel Neves, “em puro êxtase”, mostra 16 de suas melhores músicas, interpretadas por Cássia Eller, Ângela Ro Rô e o inesquecível Cazuza. São decibéis chamuscantes, e canções como Bete Balanço, Quando o Sol Bater na Janela do seu Quarto, Amor, Meu Grande Amor, O Poeta Está Vivo, Todo Amor Que Houver Nessa Vida, Malandragem e muitos outros. Lembrou? Pois então…
Com vinte e quatro anos de carreira, 15 álbuns lançados, o Barão Vermelho se mantém como uma das principais bandas de rock de nosso país. E você, espectador sul floridiano, terá a grande oportunidade de assistí-lo tocar e encantar a galera, com seus trovões e relâmpagos. Por isso, compareçam ao LUAU de Miami quentes, porque o Barão vem aí, fervendo!

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
173