DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

No Rio, Beija-Flor, Viradouro e Portela são as favoritas

A disputa pelo título de campeã do carnaval do Rio 2007 vai ser muito acirrada. Os comentaristas afirmam que o nível apresentado no Sambódromo no domingo (18) e nesta segunda-feira (19) foi altíssimo. As grandes cotadas são Beija-Flor, Viradouro e Portela.

A Beija-Flor encerrou o desfile desta segunda-feira (19) cantando a realeza negra e mostrou o legado que o povo africano deixou para o Brasil. A comissão de frente retratou a riqueza das dinastias africanas. Os escravos Zumbi dos Palmares e Chico Rei foram homenageados em carros alegóricos. O samba, puxado há 32 anos por Neguinho da Beija-Flor, empolgou a Sapucaí.

Já a Viradouro, que se apresentou no domingo (18), transformou a Avenida em um grande tabuleiro. O carnavalesco Paulo Barros mostrou toda a sua ousadia e capacidade de inovação. Cartas de baralho e dados dominaram a Sapucaí. A bela Juliana Paes estava à frente da bateria da escola, que veio em cima de um carro alegórico com o formato de um tabuleiro de xadrez. Na hora de entrar no recuo, os ritmistas desceram sob os aplausos e gritos de “é campeã” das arquibancadas populares do Sambódromo.

A Portela pegou carona nos Jogos Pan-americanos, que vão acontecer no Rio de Janeiro, para exaltar a importância dos esportes. E levou cem artitas para Avenida, entre eles, Daiane dos Santos, Danielle e Diego Hypólito desfilaram ao lado de outros esportistas, como o Giovane, do vôlei e ficou entre as favoritas do público.

Mas além da Beija -Flor, Viradouro e Portela, outras escolas também se destacaram.

O Salgueiro também foi uma das escolas que escolheu um tema africano: a bravura de mulheres negras desde a Antigüidade. A escola mostrou muito luxo e carros marcantes com cores fortes. A comissão de frente representou faraós embalsamados com uma maquiagem perfeita, que levou quatro horas para ser feita. O Salgueiro mostrou muita emoção com os componentes cantando o samba e empolgando as arquibancadas.

A Estação Primeira de Mangueira entrou na Sapucaí para apresentar o samba sobre a língua portuguesa com fantasias luxuosas e alegorias refinadas. Como de costume, as arquibancadas ganharam tons de verde e rosa. A cantora Preta Gil fez sua estréia como rainha da bateria e a comissão de frente fo comandada pelo coreógrafo Carlinhos de Jesus.

A Vila Isabel desfilou em busca do bicampeonato com o tema sobre metamorfoses. O carro abre-alas veio com um camaleão que mudava de cores. A coreografia da comissão de frente, que mostrava a evolução da raça humana através da metamorfose de macacos em homens, ficou por conta da bailarina Ana Botafogo. E foram destaque também as alegorias de carros como o da virada da igreja de vitrais góticos para a de quadros renascentistas.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152