DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Katrina pode reduzir PIB americano em um ponto percentual, diz Congresso

Os estragos provocados pelo furacão Katrina poderiam ocasionar uma perda de até um ponto percentual no crescimento econômico dos Estados Unidos e eliminar 400 mil empregos, segundo o Escritório de Orçamento do Congresso.

Segundo analistas do organismo, citados pela agência de notícias EFE, o impacto do Katrina será sentido no crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da segunda metade do ano e tal impacto será de “entre meio e um ponto” percentual.

Além disso, os especialistas do escritório alertaram que os estragos do furacão podem provocar a perda de 400 mil postos de trabalho até o final do ano.

O Escritório de Orçamento do Congresso (CBO, em inglês) informou, no entanto, que as conseqüências exatas da catástrofe por enquanto são incertas. “Até o momento, tudo indica que seus efeitos econômicos globais serão significativos, mas não alarmantes”, informou o organismo.

De acordo com ele, na semana passada, o impacto parecia maior, mas agora as expectativas são mais otimistas devido aos “progressos na abertura de refinarias e na reativação de oleodutos”, assinalou hoje o CBO, um organismo do Congresso sem vínculo partidário que assessora os legisladores sobre as conseqüências econômicas de suas decisões.

Em termos gerais, a avaliação feita pelo organismo coincide com a de outros analistas, que, além disso, advertiram que os efeitos do Katrina podem ser muito piores se o aumento do preço da energia atingir o consumo dos cidadãos.

Segundo a CBO, antes de o furacão devastar a região do golfo do México, as expectativas de crescimento econômico se situavam entre 3% e 4% para a segunda metade deste ano.

Segundo a CBO, algumas pessoas de Nova Orleans e de outras partes do litoral poderão voltar ao trabalho em um ou dois meses e a taxa de emprego no setor da construção crescerá durante o quarto trimestre do ano.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
170