DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Inter vence o São Paulo por 2 a 1 em pleno Morumbi.

A equipe do Inter deu um importante passo rumo a seu 1º título da Libertadores. Os jogadores pouco se importaram com o Morumbi lotado de são-paulinos e venceu o time da casa por 2 x 1, nesta quarta-feira, na primeira partida da decisão do torneio continental.

Graças a Rafael Sóbis, o homem da noite, a equipe do Inter tem uma enorme vantagem para o jogo de volta, quarta-feira que vem, no Beira Rio. Para ficar com o título, o Tricolor paulista tem que vencer por dois gols de diferença. Se vencer por apenas um, haverá prorrogação.

O Inter não precisou fazer escândalo para conseguir a vantagem. Em silêncio, trocou elogios com o rival nos últimos dias e criou uma estranha camaradagem antes do jogo. De certa forma, isso amansou o time paulista, que foi atropelado por um adversário vibrante e disposto a tudo para colocar mais um troféu em sua galeria.

A estratégia deu certo. A calmaria que imperou antes do jogo acabou quando a bola começou a rolar, o que favoreceu os gaúchos. Tanto que bastaram 10min para o Tricolor perder o volante Josué, expulso de forma boba depois de acertar uma cotovelada em Rafael Sóbis.

Com o meio-campo enfraquecido, o São Paulo foi dominado pelo Inter, que controlou as ações nos minutos seguintes. A equipe gaúcha fez valer sua superioridade e teve excelente chance de abrir o marcador. Jorge Wagner recebeu na esquerda e invadiu a área. Rogério Ceni saiu bem do gol e se agachou para defender com os pés o chute cruzado do ala-esquerdo.

Mesmo inferiorizado, o Tricolor teve duas chances de marcar. Primeiro, Ricardo Oliveira cruzou da esquerda e Leandro apareceu bem na área. Fabiano Eller se esticou e interceptou o chute. Mais tarde, Souza invadiu a área pela direita e chutou cruzado. Clemer fez a defesa.

Sem espaço para penetrar, mesmo com um jogador a mais, o Inter também teve seus minutos de nervosismo. Melhor para o São Paulo. Aos 38min, Fabinho acertou um tapa no rosto de Souza. O quarto árbitro viu o lance e fez a denúncia. O uruguaio Jorge Larrionda expulsou o volante colorado.

O jogo corria a favor do São Paulo, mas tudo mudou em apenas 8min na etapa final. Edinho fez bom passe para Rafael Sóbis, que recebeu na entrada da área e ‘sambou’ na frente de Fabão. Ele chutou rasteiro, com precisão, sem chance de defesa para Rogério Ceni. A bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Atordoado, o Tricolor buscou de forma desordenada o empate. Só que o Inter avançou a marcação e não deu chance ao adversário. Tanto que conseguiu marcar o segundo gol, aos 16min. Alex cruzou, Fernandão ajeitou e Tinga disputou no alto com Júnior. A bola explodiu no travessão e sobrou para Rafael Sóbis, que mandou para o fundo das redes e ampliou.

Bagunçado, o são Paulo não dava mostras de que reagiria. Aí surgiu uma bola cruzada para a área que mudou deu vida nova à decisão. Leandro levantou e Edcarlos cabeceou com precisão para marcar o primeiro gol tricolor na final.

Animado, o São Paulo transformou os minutos finais numa disputa entre ataque e defesa. com Richarlyson e Aloísio em campo, o time da casa ganhou novo fôlego. A chances surgiram, e o meio-campista chutou uma bola com perigo após boa trama ofensiva. No minuto final, Clemer ainda fez uma excelente defesa e salvou o Inter novamente em chute de Ricardo Oliveira. O lance praticamente marcou o final da partida e garantiu a vantagem colorada para o segundo jogo.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222