DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Incapaz de falar, papa abençoa fiéis no Domingo de Páscoa

Pela primeira vez em 26 anos, papa João Paulo 2º, 84, não conseguiu pronunciar a bênção do Domingo de Páscoa, em virtude de seu delicado estado de saúde. Ao tentar falar, trouxe comoção à multidão que participava da cerimônia na praça São Pedro, logo após a missa presidida pelo cardeal Angelo Sodano.

O papa aguardou sentado o pronunciamento da mensagem do “urbi et orbi” [em latim, para a cidade e para o mundo], realizada pelo cardeal Sodano.

Colaboradores então colocaram um microfone perto da boca do sumo pontífice. Ao tentar falar, emitiu alguns sons, mas foi incapaz de pronunciar qualquer palavra. Era possível sua respiração forte e ofegante. Em seguida, o sumo pontífice repetiu em silêncio o sinal da cruz.

A rede de TV italiana RAI mostrou peregrinos em lágrimas, ao verem o sofrimento de João Paulo Paulo 2º. Muitos começaram a rezar.

A última vez que o papa falou em público aconteceu há duas semanas, ao deixar o hospital Gemelli, onde estava internado desde o dia 24 de fevereiro, quando passou por operação de traqueostomia, para aliviar uma crise respiratória aguda.

Vida e energia

Durante a missa na praça de São Pedro, um padre pediu a Deus para dar “vida e nova energia” à igreja e “ao nosso bispo e nosso papa, João Paulo 2º”.

Na bênção de “urbi et orbi” lida por Sodano, o papa disse que a Páscoa deu alimento a quem estava “faminto pela verdade, liberdade, justiça e paz”.

João Paulo 2º pediu por paz em países do Oriente Médio e África, “onde tanto sangue continua a ser derramado”, paz para toda a humanidade “ainda ameaçada por guerras fratricidas”.

Ele também pediu para que Deus dê forças “às multidões que estão ainda hoje sofrendo, e morrendo de pobreza e fome, dizimadas por epidemias fatais ou devastadas por imensos desastres naturais.”

O papa também não pôde participar da Vigília de Páscoa na noite deste sábado, mas enviou uma mensagem, que foi lida pelos padres que participaram da cerimônia.

“Eu garanto que o Senhor irá trazer a cada um de vocês e às suas famílias e comunidades Sua paz como presente de Páscoa”, dizia o texto escrito pelo sumo pontífice.

Internações

João Paulo 2º foi levado às pressas ao hospital Gemelli, em Roma, no dia 1º de fevereiro. Ele ficou dez dias internado, por conta de uma laringotraqueíte e crises de laringoespasmos [fechamento da laringe que impede a passagem do ar para o pulmões, dificultando a respiração].

Sua segunda internação aconteceu em 24 de fevereiro, data em que sofreu a intervenção cirúrgica na garganta. Dessa vez, João Paulo 2º ficou 18 dias hospitalizado e recebeu alta no último dia 13.

Apesar do mal de Parkinson, o papa sempre cumpriu sua agenda de compromissos. A última vez em que teve suas reuniões e cerimônias adiadas foi em setembro de 2003, quando cancelou sua audiência pública semanal por causa de uma doença intestinal.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196