DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Grupo islâmico reivindica responsabilidade por explosões em Londres

Um grupo auto-intitulado Organização Secreta Al Qaeda na Europa divulgou um comunicado em uma página na internet reivindicando a responsabilidade pelas explosões ocorridas nesta quinta-feira em ônibus e estações de metrô em Londres, segundo o site da revista alemã “Der Spiegel”.

Segundo a revista, o comunicado do grupo diz que as explosões foram causadas como retaliação ao envolvimento do Reino Unido nas invasões do Iraque e do Afeganistão.

“Alegre-se, nação islâmica. Alegre-se, mundo árabe. Chegou o tempo para a vingança contra o governo cruzado sionista do Reino Unido em resposta aos massacres britânicos no Iraque e no Afeganistão”, diz o comunicado, cuja imagem foi divulgada no site da “Der Spiegel”.

“Os heróicos mujahidin [guerreiros] empreenderam um ataque sagrado em Londres e agora a cidade queima em medo e terror, de norte a sul, de leste a oeste.” O comunicado ainda acrescenta, segundo a revista alemã, que os governos da Dinamarca e da Itália irão enfrentar “a mesma punição” se não retirarem suas tropas do Iraque e do Afeganistão.

Londres foi atingida nesta quinta-feira por uma série de explosões, que deixou vários mortos e feridos. Segundo o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, trata-se de um “aparente ataque terrorista”, que “coincide” com a abertura da cúpula do G8 [grupo dos sete países mais ricos do mundo e a Rússia], que está ocorrendo em Edimburgo, na Escócia.

As explosões também ocorrem um dia depois de Londres ser eleita como a sede dos Jogos Olímpicos de 2012.

Segundo o chefe de polícia de Londres, Ian Blair, houve quatro explosões em locais diferentes que podem ter deixado ao menos dois mortos, e há pistas de que material explosivo foi usado em um dos locais atingidos. “Sabemos que um dos locais contém explosivos”, afirmou. “Suspeitamos que isso tenha sido um ataque coordenado”.

Testemunhas disseram que o teto de um ônibus de dois andares foi arrancado pela força de uma explosão registrada perto da praça Russel e do terminal de trem em King´s Cross. Um outro ônibus foi atingido pelo impacto, quando trafegava pela praça Tavistock. Várias estações do metrô de Londres também foram atingidas.

Uma testemunha disse à rede de TV britânica “Sky News” que viajava em um vagão do metrô “abarrotado” e quando estava a 200 metros da estação King´s Cross viu um “grande fogo não muito longe”. As pessoas, então, começaram a tentar se abrigar dos estilhaços de vidro que voavam das janelas, arrebentadas pelo impacto da explosão.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
274