DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Fundador da Igreja Renascer continua preso

O apóstolo Estevam Hernandes, um dos fundadores da Igreja Renascer em Cristo, continua detido em uma prisão federal da Flórida, nos Estados Unidos. Hernandes é acusado de inserir informações falsas em documento público, crime inafiançável. Fontes do Ministério Público de São Paulo confirmaram a informação.

Na terça-feira (9/1), quando foi pego com US$ 56 mil não declarados, o apóstolo e sua mulher, a bispa Sônia Hernandes, foram detidos pelo FBI. Estevam Hernandes assumiu a culpa, por tentar entrar no país com o dinheiro. Os dois pagaram fiança de US$ 100 mil e Sônia Hernandes foi liberada horas depois de ser ouvida.

Como havia a acusação de um segundo crime contra Hernandes — de prestar informação falsa em documento público — para o qual não há previsão de pagamento de fiança, a Polícia de Imigração no Aeroporto Internacional de Miami manteve o apóstolo na prisão.

No Brasil

No Brasil, a prisão do casal Hernandes foi decretada nesta quarta-feira (10/1) pela 1ª Vara Criminal de São Paulo, a pedido do Ministério Público estadual. O casal responde processo por lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e estelionato. O caso corre em segredo de Justiça.

O pedido de prisão foi feito pelos promotores do Gaeco justamente pelo fato de o casal tentar entrar nos EUA com os 56 mil dólares não declarados. Ao chegar à Flórida, o casal declarou na alfândega que levava US$ 10 mil, limite permitido pela lei americana — mas na verdade transportava US$ 56 mil. Durante revista na bagagem, os policiais encontraram notas espalhadas por bolsos, fundos falsos e US$ 9 mil escondidos dentro de uma Bíblia.

O advogado de defesa do casal, Luiz Flábio Borges D´Urso, também presidente da OAB paulista, não foi encontrado para comentar o assunto.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153