DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Flu vence nos pênaltis e segue na Sul-Americana

Foi tenso e sofrido, mas o Fluminense está classificado para as oitavas-de-final da Copa Sul-Americana. Na noite desta quarta-feira, a equipe tricolor perdeu por 2 a 1 para o Santos, na Vila Belmiro, e precisou vencer a decisão por pênaltis para garantir a vaga na próxima fase da competição. No tempo normal, Tuta marcou para o tricolor, com Edimílson e Geílson fazendo para o Peixe. O próximo adversário do Fluminense será o Banfield, da Argentina. O jogo de ida será no dia 14 de setembro, no Rio, e o de volta no dia 28, em Buenos Aires.

Jogando em casa e precisando da vitória, foi o Santos que partiu para cima desde o início. Logo aos dois minutos, Léo Lima foi à linha de fundo, pela direita, e cruzou para a área. O zagueiro Luiz Alberto subiu bem e cabeceou forte, obrigando Kléber a fazer uma grande defesa. A resposta tricolor veio apenas aos cinco minutos. Felipe foi lançado na frente, invadiu a área e chutou de pé esquerdo. Saulo espalmou para escanteio.

O Santos buscava mais o gol, e, por isso, tinha mais chances de abrir o placar. Aos 17, Giovanni recebeu pelo meio e tentou encobrir Kléber, mas a bola saiu à direita do gol tricolor. Dois minutos depois, Douglas recebeu um passe açucarado de Giovanni, invadiu a área e chutou rasteiro. Kléber, bem colocado, salvou com a ponta do pé esquerdo.

Percebendo a impaciência dos jogadores do Peixe, o Fluminense foi crescendo na partida. Aos 21, Leandro foi lançado na frente e arriscou o chutou, mas Saulo fez boa defesa. Aos 27 foi a vez de Juan, que recebeu pela esquerda e chutou forte, mas novamente o goleiro santista impediu o gol tricolor.

A partida seguiu morna até o últimos instantes do primeiro tempo, quando a torcida local recebeu uma ducha de água fria. Gabriel cruzou pela direita e Tuta, de voleio, desviou sem chances para Saulo, deixando o tricolor carioca com a mão na vaga para as oitavas.

Depois do intervalo, o Santos voltou mais uma vez em ritmo acelerado. Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Giovanni cruzou pela direita e Luciano Henrique cabeceou bem, obrigando Kléber a fazer boa defesa. O Fluminense respondeu aos seis, quando Felipe arriscou da entrada. A bola desviou no zagueiro e Saulo defendeu. Dois minutos depois, nova chance para o tricolor ampliar. Felipe invadiu a área, pela direita, cruzou para o meio e Gabriel Santos cabeceou mal, para fora.

Com a falta de objetividade do Santos, o Fluminense crescia na partida. Aos 14, Arouca recebeu livre na frente da área, mas foi desarmado por Wendel na hora do chute. Aos 22 foi a vez de Tuta receber na frente, dividir com Rogério e encobrir Saulo, mas o árbitro Carlos Eugênio Simon já parava a jogada alegando falta do atacante tricolor.

Mas quando tudo já parecia definido a favor do Fluminense, a história se inverteu. Aos 38, Geilson lançou para a área, e Giovanni cruzou certo na cabeça de Edimilson, que empatou. O gol reacendeu a esperança santista. Aos 44, Luciano Henrique cruzou pela esquerda e Geílson cabeceou com força para deixar o time da Vila na frente no placar.

O resultado levou a decisão da vaga para os pênaltis. Gabriel, Juan, Tuta e Felipe marcaram para o Flu, enquanto Giovanni e Wendel fizeram para o Santos. Luciano Henrique e Edimílson desperdiçaram para o Peixe, enquanto Beto perdeu para o tricolor. Resultado final: Santos 2 x 4 Fluminense nos pênaltis.

Santos 2 x 1 Fluminense

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)

Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS), auxiliado por Roberto Braatz (RS) e Altemir Hausmann (RS)

Cartões amarelos: Gabriel Santos e Felipe (Fluminense); Rogério, Zé Elias e Wendel (Santos)

Gols: Tuta (Fluminense), aos 46 minutos do primeiro tempo; Edimílson (Santos), aos 38, e Geílson (Santos), aos 44 minutos do segundo tempo

Santos: Saulo; Bóvio (Luciano Henrique), Rogério, Luís Alberto e Wendel; Zé Elias (Edimílson), Fabinho, Léo Lima e Giovanni; Geílson e Douglas (Danilo). Técnico: Gallo

Fluminense: Kleber; Gabriel, Gabriel Santos, Igor e Juan; Romeu, Arouca, Felipe e Preto (Juninho); Leandro (Beto) e Tuta. Técnico: Abel Braga

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152