DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Flórida lidera mortes por afogamento no país

Share

Existem aulas de natação especializadas que ensinam técnicas de salvamento às crianças. foto: US Swim School Association.

A Flórida é o estado que mais perde crianças com menos de cinco anos vítimas de afogamento no país. A segurança com crianças em piscinas e praias é fundamental e nada substitui vigiar as crianças o tempo inteiro quando estão em contato com a água.

Dentre estados com casos acima de 20 mortes por afogamento de crianças de 0 a 14 anos, a Flórida lídera com 50 mortes registradas, seguida da Califórnia com 36 casos, Texas com 25 e Arizona 22, de acordo com dados do USA Swimming de 2014.

A tragédia mais recente aconteceu com a menina Susan Delgado, de apenas dois anos, que morreu na madrugada do sábado, dia 15, algumas horas após se afogar na piscina de casa, em Orlando. O acidente ocorreu por volta de 2pm de sexta-feira, 14. Após dar falta da menina em minutos, a mãe, Ester Delgado, a encontrou dentro da piscina. Ela tentou reanimá-la e chamou o resgate. Susan foi levada para o hospital, mas não resistiu e faleceu por volta de 4h30am do sábado.

O velório de Susan será nesta sexta-feira, dia 21, de 6pm as 10pm e no dia 22, de 6am as 8h30am, em Winter Garden (1148 E, Plant St. Winter Garden, FL, 34787).

Mesmo tendo todo o cuidado e mantendo barreiras físicas de proteção na área da piscina, cinco minutos foram suficientes para que Susan alcançasse a piscina e caísse na água.

Já com o menino Gabriel Campos, na época com 1 ano e quatro meses, a falta de proteção foi a principal causa. A família havia se mudado recente para a casa em Fort Lauderdale sem instalar a rede de proteção na piscina. “Ele gostava muito de água, mas pecamos em não colocar primeiro a proteção”, menciona a mãe, Elen Oliveira, cujo acidente ocorreu há sete anos. Gabriel ficou em coma um ano e meio após o acidente antes de falecer.

Broward County tem maior taxa de afogamento do país

De acordo com coordenadora de prevenção de afogamento sênior do Departamento de Saúde da Flórida, Cassie Shanon McGovern, afogamento é a causa número 1 de morte de crianças menores de 4 anos e Broward County tem uma das maiores quantidades de afogamento no país.

Dados do Broward County Medical Examiners Office revelam que, em 2016, houve 80 mortes por afogamento de homens, mulheres e crianças apenas no condado de Broward. “Este ano, já perdemos 23 vidas devido ao afogamento, 3 dessas são crianças com menos de 4 anos”, menciona McGovern.

A coordenadora reforça que a supervisão dos pequenos em todos os momentos, especialmente perto da água é o fator-chave para evitar acidentes. “Afogamento é silencioso e rápido, e é por isso que é tão importante ‘vigiar’ as crianças”, ressalta.

Taxa nacional maior entre meninos

A estatística nacional revela também que as mortes de menores de 14 anos ocorrem 75% em residência, e dessas 53% são menores de 5 anos. 58% dos acidentes ocorrem em piscinas in- ground (no nível do solo), 17% em piscinas above-ground (acima do nível do solo) e 9% em piscinas de plástico portáteis.

A média de afogamentos tratados em emergência de hospitais em 2013 foi de 3.800 para menores de 5 anos e 4.900 menores de 15 anos, com a maior parte, 64%, crianças entre 1 e 3 anos. No quesito gênero, a taxa é maior entre os meninos, com 71%, e as meninas, 29%. Ocorrem mais mortes e acidentes desse tipo nos períodos mais quentes, entre os meses de maio e agosto. 47% dos acidentes ocorrem em piscinas de casa ou de vizinho, 27% em piscinas públicas e 26% em locais não mencionados.

Segurança: supervisão, barreiras e primeiros socorros

Alguns passos simples podem ajudar a evitar esse tipo de acidente. Supervisão, barreiras de proteção e preparação para emergências servem como uma rede de segurança, mantendo a criança segura e ajudando a evitar um afogamento.

A Flórida possui a Lei de Segurança de Piscina Residencial (Capítulo 515, Estatutos da Flórida), que exige medidas de segurança para piscinas construídas após 01 de outubro de 2000, porém, mais de 90% das piscinas residenciais do estado foram construídas antes da entrada em vigor dessa lei.

A maioria dos afogamentos ocorre em piscinas residenciais, por isso, a lei cita primeiramente a supervisão constante como fator primordial, especialmente para crianças de 1 a 4 anos. O cuidado deve ser redobrado em caso de festas próximas a piscinas, com alguém com o foco sobre as crianças em todos os momentos.

A lei também prevê obstáculos para acesso da criança à piscina, que incluem o uso de fechaduras à prova de crianças em todas as portas, inclusive as portas que fornecem o acesso direto da casa à piscina devem ter um sistema de autofechamento, com um mecanismo de liberação com mínimo de 54 polegadas acima do chão; além de alarmes de porta e do portão de acesso à piscina com auto trava e fechamento automático, redes e lonas de coberturas também podem ser usadas, desde que sejam feitas e colocadas por profissionais.

No momento em que a criança para de respirar, é essencial realizar os procedimentos de primeiros socorros, eles podem significar a diferença entre a vida e a morte. Além disso, é fundamental ligar para o serviço de emergência 911.

Aulas de natação grátis para crianças

A taxa de afogamento é menor em crianças que fazem natação. Foto: US Swim School Association.

Além da vigilância constante e seguir as dicas de segurança, é importante que as crianças façam aulas de segurança aquática.

SWIM Central – um dos únicos programas do tipo no país, o SWIM Central instrui e conscientiza através de aulas sobre a segurança para atividades em água no condado de Broward. As aulas de natação básicas são grátis para crianças e oferece 10 aulas grátis de 30 minutos ao longo de duas semanas. Para mais informações envie e-mail para swimcentral@broward.org.

Big Splash 1,2,3 – Em 2015, o Harry T. Manguarian Jr. Foundation doou $500 mil dólares destinados a aulas de natação, no condado de Broward, para os próximos três anos, preferencialmente para crianças com nove anos ou menos, e que estejam em programas escolares com refeição grátis ou a preços reduzidos, para não deixar crianças menos favorecidas vulneráveis a afogamentos.

Para mais informações, entre em contato com o programa de natação em sua cidade:

Deerfield Beach (501 SE 6th Ave.,FL 33441). Tel: (954) 420-2262;

Ft. Lauderdale – (501 Seabreeze Blvd., FL 33316). Tel: (954) 828-7275;

Hollywood (3000 N 69th Ave., FL 33024). Tel: (954) 967-4644;

Lauderhill (Veterans Park: 7600 NW 50th St./ Mullins Park: 1900 NW 55th Ave., FL 33313. Tel: (954) 730-3080;

Pompano (901 NW 10th St., FL). Tel: (954) 786-4116;

Boys and Girls Club – North Lauderdale (7201 Kimberly Blvd., North Lauderdale, FL 33068). Tel: (954) 722-5580) e Carver Ranch (2205 SW 44th Ave., West Park, FL 33023). Tel: (954) 967-8787

YMCAs of Broward County (900 SE 3rd Ave., Ft Lauderdale, FL 33316). Tel: (954) 334-9622.

Para mais informações, ligue para (954) 797-3816 ou envie um e-mail para BigSplash@RedCross.org.

Em Orlando, o YMCA Aquatics Center oferece o programa de natação Safe Start para crianças.

Prevenção de afogamento

Siga algumas dicas do Broward Sheriff’s Office para prevenir afogamentos:

► NUNCA deixe crianças sem supervisão dentro ou perto de piscinas, lagos ou lugares de fácil acesso a água – nem mesmo por um segundo.
► Instale cercas de segurança em volta da piscina.
► Coloque alarmes em portas de acesso à piscina para alertar caso a criança abra a porta.
► Coloque a criança em aulas de natação.
► Durante festas na área da piscina, um adulto deve ficar responsável por observar as crianças.
► Tire brinquedos e qualquer objeto que possa chamar atenção da criança para a piscina.
► Instale uma cobertura de segurança na piscina.
► Mantenha sempre objetos salva-vidas em casa, como coletes e boias.
► Crianças com cabelos longos devem sempre usar cabelos presos ou com toca.
► Evite manter baldes de água em casa com crianças pequenas.
► Mantenha sempre um adulto que saiba nadar supervisionando crianças na piscina.
► Mantenha produtos químicos de limpeza de piscina longe do alcance dos menores.
► Não deixe a criança sozinha em banheiras.
► Não confie somente em boias para protegerem crianças na água.
► 76% de crianças com menos de cinco anos na Flórida se afogam na piscina de sua própria casa.
► Um estudo diz que a maioria das crianças se afogam durante um pequeno descuido da supervisão dos adultos, geralmente quando os pais estão fazendo algum serviço de rotina em casa.
► Afogamento de crianças é silencioso. Uma criança pequena não fará nenhum barulho quando cair na água, não irá gritar ou chorar pedindo ajuda. Elas não conseguem respirar para pedir ajuda.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share

Tags: ,,,

Arlaine Castro
Arlaine Castro
Arlaine Castro Mineira, formada em Comunicação Social - Jornalismo pelo Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (UNILESTEMG). Traz em seu currículo experiências como assessora de comunicação, escritora, revisora e organizadora do livro Eta Babilônia. Atualmente é repórter do Gazeta News.
216