DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Em caso de condenação, Sadam pede para ser morto a tiros.

Saddam Hussein apareceu nesta quarta-feira (26) na 39ª audiência de seu processo após dar entrada no hospital no domingo (23), devido à greve de fome realizada até então por 17 dias.

Mais magro, Saddam se queixou que teria sido forçado a comparecer à corte e pediu para ser executado a tiros caso seja condenado à pena de morte. “Eu fui trazido aqui contra minha vontade”, afirmou o ex-ditador. “Os norte-americanos insistem em me forçar a vir. Não é justo”.

Em seguida, Saddam pediu para ser executado a tiros e “não por enforcamento, como um criminoso comum” caso seja condenado pelo júri.

O ex-ditator iraquiano e 7 de seus ex-colaboradores estão sendo julgados desde 19 de outubro de 2005. Eles respondem por tortura e assassinato de 148 xiitas na década de 80, após uma tentativa de assassinato contra o ex-ditador. A promotoria pediu a pena de morte para Saddam e para outros dois réus.

O promotor-chefe, Raouf Abdel-Rahman, disse a Saddam que o julgamento ainda está em curso e que o júri ainda não havia chegado a um veredicto. Execuções em geral são realizadas por enforcamento no Iraque.

O ex-ditador estava pela última vez na corte em 19 de junho, quando o promotor-chefe, Jaafar al Moussawi, pediu a pena de morte para Saddam e para outros dois réus. Neste domingo, o ex-ditador foi hospitalizado, após 17 dias de greve de fome.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
223