DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Em alta, Pizzonia pode até correr no GP Brasil pela Williams

O bom desempenho no GP da Itália, domingo, a rixa entre Williams e BMW e o apoio da Petrobras podem pôr um terceiro piloto brasileiro no GP Brasil, dia 25.

A equipe inglesa confirmou ontem que Antonio Pizzonia, 24, correrá o GP da Bélgica, no fim de semana, no lugar de Nick Heidfeld. E as chances de ele ser mantido até o fim do ano são grandes.

Primeiro, porque ele foi bem em Monza, apesar de só ter sentado no carro no sábado de manhã. Largando em 16º, Pizzonia foi sétimo num GP sem abandonos.

Segundo, porque a Williams pode boicotar Heidfeld, protegido da BMW. Após cinco anos de parceria, as empresas romperam. A montadora comprou a Sauber, e a escuderia já acertou o fornecimento de motores Cosworth.

Por fim, a Petrobras, fornecedora de gasolina da Williams, pressiona para que Frank Williams mantenha Pizzonia ao menos até a corrida seguinte, o GP Brasil. Caso isso ocorra, será a primeira vez que São Paulo verá dois brasileiros em times de tradição na F-1.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152