DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Crimes com armas caíram quase pela metade nos EUA

As estatísticas mostram que os crimes com armas de fogo caíram quase pela metade nos Estados Unidos na última década. Mas os especialistas não conseguem chegar a um acordo sobre o motivo da queda.
O diretor-executivo da organização não-governamental Centro de Políticas da Violência, Josh Sugarmann, diz que a redução é resultado da maior restrição à venda de armas a partir dos anos 90, para combater o aumento da violência nos anos 80.

“O nível de violência nos Estados Unidos é semelhante ao de outros países desenvolvidos. Mas o número de mortes é maior porque aqui tem mais armas disponíveis”, afirma.

“Existe uma ligação clara entre disponibilidade de armas em casa e o uso de armas”, afirma.

Para o sociólogo Jens Ludwig, da Escola de Políticas Públicas da Universidade de Georgetown, em Washington, a queda na criminalidade é resultado do aumento dos gastos públicos nas prisões e no policiamento e do declínio da epidemia de crack a partir do fim dos anos 80.

Mas ele diz que existe uma ligação entre a quantidade de armas em circulação e o número de homicídios. “Os crimes em geral, como roubos, não mudam, mas os crimes contra a vida sim, porque armas tendem a matar”, afirma.

O economista John Lott Jr, autor de livros defendendo o armamento como autodefesa contra o crime, tem opinião diferente.

Ele concorda que o aumento dos investimentos na polícia e o aumento do tamanho das sentenças contribuiu para a redução na criminalidade, mas diz que um dos fatores é que vários Estados aprovaram leis permitindo que os cidadãos andassem armados.

“Yrinta e oito Estados têm leis que permitem que as pessoas carreguem armas e outros oito têm um pouco mais rígidas, mas que ainda permitem que o cidadão consiga uma licença”, afirma.

Criminalidade cai

As estatísticas do Departamento de Justiça mostram que a criminalidade caiu de um modo geral nos Estados Unidos a partir de 1994. Ao mesmo tempo, caiu a proporção dos crimes cometidos com armas de fogo.

De 225 por 100 mil habitantes em 1993, os crimes cometidos com armas de fogo caíram para 119,6 por 100 mil em 2003, quase metade.

Os assassinatos com armas de fogo caíram na mesma proporção. De 6,6 por 100 mil habitantes em 1993 para 3,8 por 100 mil em 2003. Mas essa proporção já foi menor, de 3,6 em 2000, e depois voltou a subir nos últimos anos.

Do total de crimes, a proporção dos que foram cometidos com armas de fogo caiu de 32% em 1993 para 25,2% em 1999. No ano seguinte voltou a subir e agora está em 27%.

O uso de arma de fogo nos roubos caiu pouco, de 42,4% em 1993 para 41,8% em 2003, com uma proporção um pouco menor no fim da década de 90.

O número de incidentes com armas de fogo sem mortes caiu para um quarto entre 1993 e 2004, de um índice de 5,9 por mil residentes para 1,4 por mil residentes. os crimes com armas de fogo como proporção dos crimes violentes, também sem vítimas fatais, caiu de 11% para 6%.

Enquanto isso, os gastos públicos com a polícia e a Justiça criminal vem aumentando a cada ano.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153