DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Comunidade latina homenageia democratas

Dirigentes do Partido Democrata, entre eles Hillary Clinton e Nancy Pelosi, mantém esta semana reuniões com as principais organizações latinas de direitos civis, reforçando a aproximação da oposição política norte-americana com o importante voto hispânico. O ex-presidente Bill Clinton foi homenageado na terça-feira pela Liga de Cidadãos Latino-americanos Unidos, em uma cerimônia em um hotel no centro da capital norte-americana.
“Gosto das organizações que têm mulheres como presidentes”, disse Clinton ao se referir à presidente da Liga, Rosa Rosales, e à esposa dele, Hillary, que lançou sua candidatura à Casa Branca nas eleições de 2008.
O chefe da bancada de senadores democratas, Harry Reid, a secretária do Trabalho, Elaine Chao, e a deputada latina da Califórnia, Hilda Solis, também foram homenageados pela organização hispânica, em reconhecimento a seu apoio à comunidade, que é a primeira minoria dos Estados Unidos.
Harry indicou que “nos próximos meses” pretende dar fôlego no senado ao projeto de reforma migratória que regularize a situação de boa parte dos 12 milhões de imigrantes sem documentos nos Estados Unidos.

“Caça ao imigrante”

Os democratas enviaram nesta semana uma carta pública aos republicanos na qual solicitam que seja proibida a atividade estudantil “caça a um imigrante ilegal” que vem sendo praticada nos campus universitários norte-americanos. Na “brincadeira”, estudantes afiliados aos “Colleges Republicans”, organização do Partido Republicano nas universidades, são recompesados se conseguirem encontrar um colega encondido, que carrega a etiqueta “imigrante ilegal”.
O presidente do Comitê Nacional Democrata, Howard Dean, e a presidente do Comitê Nacional Hispânico Democrata, Ramona Martínez, escreveram ao presidente do Comitê Nacional Republicano, o senador da Flórida Mel Martínez, pedindo-lhe que ponha fim a esse tipo de atividade.
Na carta, os democratas afirmam que “essas táticas depreciativas não têm lugar no nosso diálogo político nem nos campi universitários, e além disso não promovem o debate sobre como resolver o tema da reforma migratória. Pelo contrário, essas práticas ensinam o ódio e promovem medo e ressentimento”.

A Liga Mexicana para a Defesa Legal e a Educação planeja homenagear a presidente da Câmara dos Deputados, a democrata Nancy Pelosi, em uma cerimônia em Washington na quarta-feira. “Pelosi é uma campeã para a comunidade latina”, disse o presidente da entidade, John Trasviña, e acrescentou que a razão para que seu grupo lhe preste homenagens é “seu trabalho pelos direitos e oportunidades em favor dos hispânicos”.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153