DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Começa a funcionar o novo sistema de segurança para entrar nos EUA

Todos os estrangeiros serão ‘fixados’ com foto e impressão digital

A Agência de Aduanas e Proteção das Fronteiras (CBP) anunciou que foi encerrado mais um circulo, iniciado há mais de um ano, da nova fase de segurança nacional ao ser concluído a fase de implementação do programa de captação de fotos e impressão digital de todas as pessoas que entram no país.

De acordo com essas mesmas autoridades, a fronteira dos Estados Unidos com o México, é o ponto mais vulnerável, depois que aumentou o número de ilegais tentando cruzar a fronteira, principalmente de brasileiros, garantem as autoridades fronteiriças.

Como conseqüência dessa ‘pressão’ na fronteira, o governo do México anunciou no último dia 8 de setembro, que vai exigir que os cidadãos brasileiros, equatorianos e sul-africanos apresentem o visto ao entrarem no país. Os três países permanecem incorporados “ao programa de visto consular de longa duração”, de cinco anos para turistas e três anos para empresários, “com entradas e múltiplas saídas”, informou a Secretaria de Relações Exteriores (SER) num comunicado.

“Até o presente esse programa funciona satisfatoriamente com vários paises da região com o objetivo de fomentar o turismo, investimentos e desenvolvimento de negócios, sob um conjunto de segurança jurídica apropriada”, assinala a nota.

A medida chegou depois que nos últimos meses as autoridades migratórias e governamentais mexicanas detectaram um crescimento na presença de imigrantes indocumentados destes países, particularmente do Brasil.

Por outro lado, a partir de agora, os estrangeiros que entram com passaporte e um visto valido aos Estados Unidos, principalmente pelas fronteiras de El Paso (Texas) e Novo México, são retidos em pelo menos 15 segundos (segundo essas mesmas autoridades), tempo em que são tomadas fotografias e a impressão digital.

Fim de uma etapa

A Agencia de Aduanas e Proteção da Fronteira (CBP) – uma das 22 que integram

O Departamento de Segurança Nacional (DHS) – anunciou o término da fase de implementação do Programa US Visitor and Status Indication Technology (US Visit), que consiste em cadastrar todos os visitantes que entram com visto e passaporte valido.

Roger Maier, porta-voz da CBP, declarou que o inicio das operações nos pontos de cruzamento internacional da fronteira Columbus (em Fort Hancock, El Paso, Texas) e Novo México, se encerra um circulo que começou há um ano.

As primeiras entradas agregadas ao sistema de vigilância eletrônica foram Laredo (Texas) e Douglas (Arizona) e posteriormente a entrada de Port Huron (Michigan). O US Visit estará operando em sua plenitude em dezembro e compreenderá os 165 portos de entrada marítima, aéreo e terrestre dos Estados Unidos, disse o DHS.

No que consiste

O US Visit conta com uma capacidade de armazenar impressões digitais e fotografias de aproximadamente 25 milhões de estrangeiros que a casda ano entram no país. O sistema surgiu em dezembro de 2003. Em abril de 2004 comecou a funcionar em cada um dos 115 aeroportos e em todos os portos marítimos, com um orçamento inicial de 380 milhões de dólares. Outros 340 milhões de dólares serão destinados para 2005.

Digitais e fotos

A captação de impressões digitais e fotografias de cada individuo não demora mais que 15 segundos, assegura o governo federal em resposta à criticas, sobre tudo às que provém do setor turístico.

Os dados recopilados são armazenados numa base de dados interconectada com as agencias, tais como a Agencia Federal de Investigação (FBI) e a Agencia Central de Inteligência (CIA), entre outras.

Grupos de defesa dos direitos dos imigrantes, assim como ativistas de direitos civis, têm reiterado suas preocupações com relação ao sistema e temem que constitua uma invasão da privacidade.

Vigilância detalhada

O US Visit permite ao governo federal conhecer a data de entrada e saída no país dos visitantes estrangeiros, um registro que até 2003 não existia. Funcionários do DHS explicaram que as metas do US Visit são reforçar a segurança, facilitar o comercio e turismo, assegurar a integridade do sistema de imigração e proteger a privacidade dos visitantes.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153