DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Colin Powell: EUA precisam melhorar imagem com visitantes estrangeiros

As palavras do ex-secretário de Estado Americano, general Colin Powell, durante sua palestra realizada no último dia do International Pow, em Nova York, confirmam a principal preocupação do setor nos últimos anos: é preciso melhorar a imagem dos Estados Unidos aos olhos do mundo.

Enquanto os dados da Travel Industry Association of America (TIA, na sigla em inglês) apontam que os Estados Unidos perderam 36% de participação no mercado de turismo internacional desde 1992, os viajantes têm se queixado das regras rígidas que o pais vêm impondo em sua política de concessão de vistos e procedimentos nos postos de fronteira, após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.

Os profissionais do setor de turismo agora trabalham para recuperar o tempo – e o dinheiro – perdidos cientes de que terão que concentrar seus esforços no sentido de melhorar a imagem do país.

– Temos que continuar trabalhando para melhorar nosso sistema de controle de entrada. Mas é preciso saber que uma forma de estarmos seguros é deixando as pessoas entrar em nosso paés. Queremos que os estrangeiros que nos visitam voltem para seus países com uma mensagem poderosa para o resto do mundo de que somos um país diferente daquele que muitas vezes é visto na TV – disse Powell citando um encontro que teve no durante sua visita ao Brasil com estudantes de intercâmbio que voltaram dos EUA e que relataram suas experiências de viagem.

Em um discurso bem-humorado, Powell reforçou o poder da indústria de viagem como uma forma de estreitar o relacionamento entre as pessoas e entre os povos.

Barbara Richardson, presidente do conselho da TIA, admite que as dificuldades impostas pelas políticas de emissão de visto e de fronteiras representam barreiras para o turismo:

– Temos que encontrar um ponto de equilíbrio entre a política de segurança nos postos de imigração, buscando uma forma de fazer o visitante se sentir bem-vindo quando chega ao nosso país – disse Barbara.

O presidente e CEO da TIA acrescentou que a entidade pode colaborar com as autoridades governamentais para amenizar a chegada do turista internacional e sua entrada no país. Ele também sugeriu aos representantes do departamento de assuntos consulares e da segurança de fronteira e transportes, que estiveram presentes ao Pow Wow, em Nova York, a participação da TIA nos cursos de treinamento dos agentes de fronteira numa tentativa de evitar queixas sobre tratamento rude nos postos de entrada.

Em 2004, os Estados Unidos receberam 46,077 milhões de turistas internacionais, o que significou um aumento de 12% sobre os 41,218 milhões recebidos em 2003. O Brasil, que ocupa o 11º lugar no ranking de mercados prioritários, enviou 384.734 visitantes para aquele pais em 2004 – 10% a mais que em 2003. De acordo com as estimativas do Departamento de Comércio dos Estados Unidos, as estimativas do setor são de que o Brasil continue aumentando gradualmente o número de turistas enviados aos EUA, elevando para 421 mil o número de visitantes brasileiros nos EUA em 2005.

O International Pow Wow reuniu de 3 a 7 de maio, em Nova York, cerca de cinco mil pessoas – entre profissionais do setor (destinos, prestadores de serviços e fornecedores ligados ao Mercado de turismo, incluindo agentes de viagens, operadores de turismo e jornalistas de mais de 70 paises. Segundo as estimativas dos organizadores, a realização do evento deverá gerar US$ 3 bilhões em novos negócios para os Estados Unidos nos próximos três anos, sendo que 10% (cerca de US$ 300 milhões) para o estado e a cidade de Nova York.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196