DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Câmara puxa o freio na reforma da imigração.

As esperanças de um acordo rápido sobre o tema de imigração receberam um golpe na terça-feira(13), quando o líder da Câmara de Representantes disse que queria analisar “detalhadamente” a iniciativa do Senado que ofereceria a cidadania a milhões de indocumentados.

Dennis Hastert disse que as audiências sobre a proposta do Senado devem realizar-se antes da nomeação dos membros de uma comissão bicameral para negociar uma iniciativa sobre o tema.

Ele disse estar certo de qual seria opasso seguinte da Câmara dos Representantes.“Vamos analisar isso detalhadamente”, advertiu Hastert.

O líder da maioria na Câmara de Representantes, John Boahner justificou: “Creio que devemos conhecer claramente o que há na iniciativa do Senado”, acrescentando que há muitas formas de entender seu conteúdo.

O senador John Cornyn, republicano pelo Texas, programou também uma audiência para esta semana a fim de revisar ítens da proposta que requerem que os empregadores assegurem-se de que seus empregados estão legalmente no país.

O Departamento de Segurança Interna demonstrou preocupações sobre quão rapidamente poderia implementar um sistema eletrônico a partido do qual os empregadores poderiam verificar a condição legal de seus trabalhadores.

A idéia de submeter a uma série de audiências a iniciativa aprovada pelo Senado seria um passo inusitado, e tornaria improvável que uma proposta final esteja pronta antes de agosto, quando o Congresso entrará em recesso.

As discrepâncias sobre alguns procedimentos têm impedido o começo das negociações, mas havia esperanças de que esses problemas fossem resolvidos na semana passada. “Evidentemente isso representa uma passo atrás com relação ao ponto em que estávamos”, disse Jim Manley, porta-voz do líder da minoria no Senado, Harry Reid, democrata por Nevada.

Há quase mais de três semanas o Senado aprovou uma iniciativa ampla em matéria de imigração, que abriria a porta para obtenção de cidadania à maioria dos imigrantes indocumentados que encontram-se no país, e a futuros trabalhadores hóspedes.

Em dezembro passado, a Câmara dos Representantes aprovou uma iniciativa centrada no reforço da vigilância de fronteira. Essa proposta não oferece vias de legalização ou cidadania aos indocumentados, nem os contempla com um programa de trabalhadores temporários, entre outras diferenças.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222