DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Broward lidera casos de armas em escolas no sul da Flórida

Imagem: Joe Cavaretta / Sun Sentinel.

Casos de armas em escolas do sul da Flórida relatados desde o ano passado assustam. Alguns não passaram de “brincadeiras de mau gosto” e outros foram ameaças reais. O último na quinta-feira, 18, quando um aluno da JP Tavarella High School, em Coral Springs, levou uma réplica de uma arma para a escola e causou pânico entre alunos e professores contribuiu para o aumento na estatística em Broward.

Em todo o estado, as escolas públicas relataram cerca de 1.790 incidentes em que um aluno portava uma arma no campus no ano passado. Foram relatados 405 casos em Broward, 56 em Miami-Dade e 173 em Palm Beach County. Isso deixou Broward com a maior proporção de incidentes de armas no sul da Flórida – cerca de 15 por cada 10 mil alunos.

Em outubro, em Coral Springs High, um oficial impediu um possível tiroteio na escola ao prender um adolescente portando uma arma carregada de 9mm. O oficial impediu o adolescente de dar a arma a outro jovem, que planejava mesmo atirar em outros alunos, segundo autoridades.

Em novembro, um homem da Geórgia foi condenado a três anos e meio de prisão por falsas ameaças que fecharam várias escolas do condado de Palm Beach no ano passado.

Medidas dos distritos escolares

Nos últimos anos, distritos escolares no sul da Flórida tomaram mais medidas para identificar a principal causa do mau comportamento dos alunos.

Miami-Dade encerrou as suspensões dos alunos e abriu o que o distrito chama de “Centros de Sucesso”, onde os alunos recebem intervenção comportamental e fazem os trabalhos escolares ao mesmo tempo.

As escolas de Palm Beach County também reduziram as suspensões escolares, além de terem introduzido treinadores comportamentais em escolas com altas taxas de suspensão, entre outras medidas.

Broward eliminou há alguns anos sua política de tolerância zero, quando impunha sanções sem exceções e dava pouco ou nenhum apoio aos estudantes se quebrassem as regras.

O condado reduziu as suspensões escolares; mantém pessoal treinado para ajudar os alunos com problemas comportamentais e abriu o Centro de Educação Pine Ridge para gerenciar o comportamento de alunos com histórico de ação violenta.

Debate com os próprios alunos

Após o incidente de quinta-feira em Coral Springs, líderes das escolas e da comunidade estão se reunindo para debater sobre como acabar com a violência que assola as salas de aula.

Na próxima quarta-feira, 24, Rosalind Osgood, membro do conselho da Broward School, juntamente com líderes comunitários, planeja sediar uma cúpula no Dillard High em Fort Lauderdale para discutir e ouvir alunos que começam a lutar contra a incidência de armas em suas escolas, debatendo o porquê de algumas crianças e adolescentes recorrerem à violência.

Com informações do Sun Sentinel.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,,,

Gazeta News
Gazeta News
223