DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Brasil X Japão, veja o que disseram os treinadores.

Zico (JPN): O técnico não ganha ou perde jogos, assim como tampouco os jogadores. É um esforço de equipe. Chegamos à Copa do Mundo e tentamos nos classificar para a segunda fase, mas não falhamos hoje.

Os oito últimos minutos da primeira partida foram cruciais, já que sabíamos que seria difícil depois. Dezesseis seleções continuam, e outras 16 têm de ir embora. Se não tivéssemos tomado um gol antes do intervalo, o segundo tempo teria sido diferente. Em vez disso, eles voltaram cheios de confiança. Os nossos passes não foram os melhores talvez porque estivemos muito ansiosos.

Meu contrato chega ao fim. Estou bem com a minha consciência. Dei o melhor de mim. Eu fiz um acordo de cavalheiros há dois meses de que o meu ciclo terminaria e a Federação Japonesa deveria procurar outro treinador para a Copa da Ásia. Acho que houve continuidade e a seleção cresceu, mas o Japão tem somente dez anos de futebol profissional, e há muito a avançar antes que possamos nos igualar às grandes potências do futebol. Ganhamos atenção, mas ainda temos problemas. A Austrália e o Brasil fizeram cruzamentos altos com os quais não conseguimos lidar. É algo em que o Japão terá de melhorar.

Carlos Alberto Parreira (BRA): Dominamos o primeiro tempo, mas, depois de tomar um gol, foi importante fazer um antes do intervalo porque ele nos deu confiança na etapa final.
Não ganhamos jogos com 11 jogadores, mas como um grupo. Alguns nunca jogaram uma Copa do Mundo antes, então experimentar alguns jogadores diferentes hoje torna mais fácil a minha vida.

Todos os novos jogadores se saíram bem. Gilberto Silva, Juninho e Robinho nos dão opções. Não temos dúvidas sobre eles.

Ronaldo está de volta. Acreditamos que ele seja especial. Precisamos confiar no nosso futebol, e hoje jogamos mais como brasileiros, mantivemos a bola por mais tempo.

Não temos lesões para a próxima partida. Estamos fora do Brasil há 35-40 dias e as coisas podem ter ficado monótonas, mas agora brilhamos.

Gana tem uma boa seleção. Eles são rápidos e perigosos e vêm sendo uma potência do futebol africano. Eles deveriam ter estado em uma Copa do Mundo antes. Fui técnico lá antes de muitos de vocês terem nascido.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
222