DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Atlético-PR e São Paulo empatam no Beira-Rio

Atlético-PR e São Paulo fizeram um jogo muito disputado e empataram em 1 a 1 na noite desta quarta-feira no Beira-Rio, em Porto Alegre, na primeira partida final da Taça Libertadores. Aloísio e Durval (contra) marcaram os gols.

A partida de volta será disputada na próxima quinta-feira, dia 14, no Morumbi, em São Paulo. Quem vencer será o campeão da Libertadores. Um novo empate leva a decisão para a prorrogação e, se a igualdade persistir, para os pênaltis.

Diante de um estádio com bom público, apesar de todo o frio que fazia em Porto Alegre, a partida começou como uma legítima final de Libertadores, disputada, com marcação forte e poucas chances de gol. No primeiro grande momento ofensivo, o Atlético-PR abriu o placar. Jancarlos recebeu na direita e cruzou na cabeça de Aloísio, que ganhou de Fabão e cabeceou forte no canto esquerdo de Rogério Ceni: 1 a 0.

O São Paulo só foi ameaçar o gol de Diego na metade do primeiro tempo, aos 22 minutos. Júnior puxou ataque em velocidade e tocou para Danilo, que cruzou rasteiro para o meio da área. Mineiro apareceu e bateu forte, com endereço certo, mas Cocito salvou. A partir daí, o tricolor paulista passou a pressionar, buscando meios de furar o bloqueio defensivo paranaense.

Aos 29, Júnior cobrou escanteio da direita e acertou o travessão. A bola ficou pingando na área até Danilo salvar. A resposta do Atlético veio no minuto seguinte, com Lima, que bateu forte para boa defesa de Rogério Ceni. Ao frio, somou-se a fina chuva que passou a cair na capital gaúcha, tornando as condições ainda mais difíceis. Mineiro, aos 39, protagonizou o último lance de emoção do primeiro tempo, batendo forte da entrada da área. Diego espalmou para escanteio.

São Paulo empata com gol contra

A iniciativa continuou com o São Paulo na segunda etapa. E ela foi recompensada com o empate aos sete minutos, em um lance inusitado. Júnior cobrou falta da direita, Aloísio raspou de cabeça para trás e Diego conseguiu fazer uma difícil defesa. A bola, no entanto, bateu na cabeça de Durval e entrou. Gol contra e tudo igual na decisão.

O jogo ficou duro, com algumas entradas ríspidas. O Atlético-PR passou a freqüentar mais seu campo de ataque, mas os lances mais perigosos continuavam surgindo do lado tricolor. Aos 27, Luizão puxou contra-ataque e acionou Cicinho, que rolou para Josué no meio da área. O volante bateu de primeira, mas pegou fraco, dando tempo para Diego fazer uma grande defesa.

A vontade prevalecia sobre a técnica e, em um jogo muito disputado e equilibrado, o Atlético-PR quase saiu em vantagem na final após uma cabeçada de Lima, aos 44 minutos. A bola passou a centímetros da trave esquerda de Rogério Ceni.

Atlético-PR 1 x 1 São Paulo

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Árbitro: Jorge Larrionda, auxiliado por Fernando Cresci e Walter Rial, todos do Uruguai

Cartões amarelos: Marcão, Lugano, Luizão, Jancarlos e Fabão

Gols: Aloísio aos 14 minutos do primeiro tempo; Durval (contra) aos sete minutos do segundo tempo

São Paulo: Rogério Ceni; Fabão, Lugano e Alex; Cicinho, Mineiro, Josué, Danilo e Júnior; Amoroso e Luizão. Técnico: Paulo Autuori

Atlético-PR: Diego, Danilo, Durval e Marcão; Jancarlos (André Rocha), Fabrício, Cocito, Alan Bahia e Fernandinho (Evandro); Lima e Aloísio. Técnico: Antônio Lopes

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
273