DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Americanos comem mais que há 20 anos, mostra estudo

Não é só a cintura dos americanos que se alargou: o tamanho do prato também cresceu. Estudo realizado pela Universidade Rutgers apóia uma pesquisa anterior que sugeria que os cidadãos dos Estados Unidos comem, hoje, porções maiores que 20 anos atrás. “As pessoas não notam o quanto estão comendo”, declarou Jaime Schwartz, co-autora do estudo. “Quanto maior a porção que comem, mesmo se for comida saudável, são mais calorias”
A pesquisa, realizada em 2003 e descrita numa edição recente da revista especializada American Dietetic Association, reproduz estudo realizado em 1984 pela Universidade Penn State. Em ambos os levantamentos, pesquisadores pediram a estudantes que se servissem de diversas porções de comida. Havia três tamanhos de prato, de terrina e de xícara. O estudo mais recente envolveu 177 voluntários, e o da Penn State, 147.
Na comparação de porções de café da manhã, os estudantes de 2003 pegaram 20% mais sucrilhos que os de 1984, disse Schwartz. O mesmo vale para a porção de leite. O copo de suco de laranja cresceu mais de 40%, na comparação com 20 anos atrás. Isso representa 50 calorias a mais, ou um ganho de peso de mais de dois quilos ao longo de um ano, se o consumo se der numa base diária. Almoço e jantar também cresceram: 50% mais salada de fruta foi parar no prato dos estudantes de 2003.
“As pessoas estão comendo com os olhos, não com o estômago”, disse Schwartz. “Elas não ouvem quando seus corpos lhes dizem que é hora de largar o garfo”. A autora do estudo original de 1984, Helen Guthrie, diz que realizou a pesquisa ao se dar conta de que as pessoas não conseguiam avaliar corretamente o tamanho adequado de uma porção. A maioria ainda não é capaz de fazê-lo, mas a noção intuitiva de porção está crescendo, disse ela.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153