DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Alonso: Ferrari não será tão forte

O líder do Mundial, Fernando Alonso, deixou hoje a prudência de lado e afirmou que, domingo, em Barcelona, “Schumacher não deverá repetir a performance de Ímola.” Em alguns momentos do GP de San Marino o alemão da Ferrari chegou a ser dois segundos mais rápido que o piloto da Renault. “Com certeza éramos mais lentos que a Ferrari, mas acredito que eles encontraram, em Ímola, condições ideais para render o máximo”, disse o espanhol.

Nunca na história do GP da Espanha o interesse pela competição foi tão grande como agora. Alonso lidera com folga o campeonato, 36 pontos diante de 18 de Jarno Trulli, da Toyota, e 10 de Michael Schumacher. E o asturiano de 23 anos, com suas recentes declarações, está esquentando ainda mais a febre por Fórmula 1 que tomou conta da nação por conta de seu sucesso, três vitórias nas três últimas etapas.

“Se os resultados deste ano forem observados, a Renault ganhou as quatro primeiras corridas, o que quer dizer que estamos aqui para vencer em casa”, afirmou Alonso. Mais: “Historicamente o Circuito da Catalunha é muito melhor para nós que o de Ímola.” Nos testes realizados na pista catalã, Alonso e Giancarlo Fisichella, a dupla da Renault, sempre foram muito rápidos, assim como os pilotos da McLaren e da BAR.

Julgamento – Jenson Button sabe, amanhã, se sua boa terceira colocação no GP de San Marino será mantida ou se a perderá. O Tribunal de Apelação da FIA reune-se, em Paris, para estudar o recurso impetrado pela própria entidade contra a decisão dos comissários desportivos da corrida de Ímola. Depois da bandeirada, a BAR de Button, sem a gasolina no tanque, ficou abaixo do peso mínino limite, 600 quilos. Os comissários aceitaram as explicações da direção da BAR e mantiveram o terceiro lugar.

Vale tudo – Já não há mais regras que limitem os treinos particulares das equipes. Depois de assistir às nove demais escuderias da Fórmula 1 reduzirem, por conta própria, os dias de testes, a Ferrari se achou no direito de rasgar o acordo que havia antes entre eles e, agora, treina quando bem entende. Por exemplo na semana de corrida, como hoje com Luca Badoer, em Fiorano, o que antes era proibido. Agora até os que assinaram, no GP Brasil do ano passado, a nova limitação, estão também descumprindo-a. A Williams treina amanhã, em Silverstone, com Antonio Pizzonia.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196