DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

A 40 dias das eleições, só um candidato a presidente apresentou programa de governo.

A propaganda eleitoral em rádio e TV começou na semana passada, marcando, praticamente, a metade do período oficial de campanha eleitoral (6 de julho a 28 de setembro). Diferente do que aconteceu em campanhas presidenciais anteriores, até agora, apenas um, dos seis concorrentes, José Maria Eymael (PSDC), divulgou oficialmente sua proposta de programa de governo.

Eymael lançou seu programa de governo durante a convenção que o indicou como candidato, no dia 17 de junho. Com 27 itens, em alusão ao número do PSDC, o candidato diz que o programa consiste em “uma visão sintetizada de grandes idéias”. O programa tem quatro páginas e ainda não está disponível na internet.

O PT, do candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT/PRB/PCdoB), tinha inicialmente previsto a divulgação de seu plano de governo para o próximo dia 23, mas adiou a divulgação para o dia 29. Segundo a assessoria de imprensa do partido, por questões de agenda, a primeira data foi inviabilizada. Conforme a assessoria, o programa está “quase” pronto.

Para o coordenador da área de internet da campanha do candidato Lula, Valter Pomar, a situação do candidato do PT é diferente da dos outros partidos, por ele concorrer à reeleição. “Nós já estamos executando aquele programa que foi apresentado por nós na eleição de 2002 e estamos apresentando um candidato à reeleição. Portanto, no nosso caso, há uma exigência diferente daquela que se coloca para os demais candidatos”, diz ele. “Um candidato que nunca disputou a eleição, que não está no governo, tem a obrigação de dizer para o país no início da campanha o que é que veio fazer, o que se pretende.”

Já o PSDB, de Geraldo Alckmin (PSDB/PFL), informa que não vai apresentar “por agora” um programa fechado, de acordo com a assessoria de imprensa da campanha. O candidato vem apresentando publicamente propostas pontuais. À medida que Alckmin for divulgando os pontos do seu programa – que apresenta mais de 30 temas -, eles serão disponibilizados no site do candidato.

O candidato pedetista, Cristovam Buarque, deve lançar o seu programa no dia 1º de setembro. De acordo com um dos coordenadores do programa de governo do PDT, Elimar Pinheiro do Nascimento, o documento é dividido em duas partes. A primeira contém as diretrizes e está em fase final de revisão.

A segunda, que aponta como executar essas diretrizes, está sendo finalizada. O candidato optou por não tratar de todos os temas juntos. “A educação é a grande marca do Cristovam. O segundo tema que ele começou a abordar foi a consolidação das instituições”, afirma.

O PSL, de Luciano Bivar, disponibilizou 13 propostas no site do candidato (www.lucianobivar17.can.br). Já o Psol, de Heloísa Helena (Psol/PSTU/PCB), deve apresentar o seu programa de governo no fim do mês.

Em 2002, o PT apresentou seu programa de governo presidencial em 23 de julho, e o PSDB, no dia 7 de agosto. O primeiro turno das eleições presidenciais aconteceu em 6 de outubro daquele ano.

Agência Brasil

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
223