DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Uma andorinha só não faz verão… e um governante não muda a mente de uma nação

Covid-19

Vamos continuar a falar da Covid-19 sim e quando essa doença acabar – porque ela vai acabar apenas não sabemos quando-, vamos falar mais e mais sobre o que cada um de nós pode fazer para melhorar este planeta.

Não estou aqui defendendo nenhuma crença, religião ou religiosidade. Estou aqui como Fisiologista, defendendo a realidade. Infelizmente a realidade precisa ser filtrada diante de tantas “Fake News”.

Hoje mesmo recebi um “textão”, muito bem escrito à princípio, assinado supostamente por um médico de um hospital muito conhecido. Aí começa a coisa toda. Não tenho como saber se ele é mesmo médico desse hospital e por aí vai.

Nesse “textão” muita coisa correta estava escrita. Ele (o suposto médico) estava convencendo mesmo. Até que de repente começou a falar besteiras nutricionais; coisas tão absurdas como a vitamina X é importante contra o vírus bovino.

Depois de tantas palavras aparentemente coerentes fica difícil perceber que falar em vírus bovino é o mesmo que não dizer nada com nada. Veja: que vírus é esse? Esse vírus pode hospedar humanos? Qual o nome do vírus para eu poder verificar? Claro que depois de tantas informações corretas fica fácil convencer os leigos de besteiras.

LEIA TAMBÉM  Terra Brasilis: o desafio de iniciar um centro cultural brasileiro em Broward

Por isso que eu digo que é preciso filtrar, e com um bom filtro, as notícias que estão sendo propagadas.

Covid-19Então vamos ao real? Fisiologicamente falando o que mais pode ajudar para que uma epidemia, ou pandemia, seja controlada é o isolamento das pessoas contaminadas doentes ou não. E é neste ponto que esta doença se diferencia. Existem muitas, mas muitas pessoas mesmo que não sabem que têm o vírus no seu corpo, nas suas secreções e, quando estão em contato com outras pessoas podem transmitir o vírus.

O fato de termos muitas pessoas assintomáticas faz com que a contaminação seja maior. Isso acontece porque aqueles que têm os sintomas, por sentirem mal e/ou por terem mais consciência, não saem de casa. Isso mesmo, ficando em casa essas pessoas não terão contato com mais pessoas e não transmitem nada, nenhuma doença.

Mas, como eu disse pelo fato de muitas pessoas – e principalmente jovens – não sentirem nada, essas pessoas saem de casa e transmitem muito mais porque não tomam cuidado nenhum.

LEIA TAMBÉM  Broward Center transforma Fort Lauderdale, dias 10 e 11, no foco do debate econômico e cultural entre Brasil e Flórida

Por isso que, lavar as mãos, cobrir a boca e o nariz no caso de tosse e espirros, e manter uma distância de pelo menos 1 metro entre as pessoas, em locais públicos, mesmo sem ter sintomas, é mandatório. Se todas as pessoas ficarem em casa, neste caso é o mesmo que isolar as pessoas contaminadas e assim conter a pandemia.

Ao final desse período, porque insisto que terá um fim, teremos aprendido que higiene, respeito, amor e compaixão são mais importantes que qualquer interesse econômico ou político.

O meu desejo é que esses sentimentos permaneçam e possam fazer com que o mundo se torne um local melhor para vivermos.

Comments

comments

Ivani Manzo
Ivani Manzo
Dra. Ivani Manzo é doutora em Ciências pela Escola Paulista de Medicina UNIFESP – EPM com ênfase em obesidade, gestação e exercício. Em 2010 iniciou seus estudos em Life Coach e desde então trabalha ajudando as pessoas a alcançarem seus objetivos.



279