DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Quase 2 milhões de motoristas têm a carteira suspensa na FL

Todo mês, Celeste Sawyer, de 33 anos, vai de Uber até o supermercado e enche o carro com comida suficiente para alimentar sua família por semanas.

A mãe de cinco filhos diz que essa é uma das dificuldades embaraçosas que ela enfrenta por ter uma carteira de motorista revogada. Anos de multas e prisões por dirigir com licença suspensa a deixaram devendo milhares de dólares em custas judiciais. Rotulada como “infratora habitual”, ela não tem como pagar.

“Do jeito que está configurado, é impossível sair”, disse Sawyer, que trabalha em sua casa em Apopka e faz consultas de telemedicina para seus filhos para evitar dirigir. “Eles não tornam viável para alguém que já vive de salário em salário.”

Atualmente, cerca de 2 milhões dos 16,6 milhões de motoristas da Flórida têm suas licenças suspensas – não por maus hábitos na direção, mas devido a multas e taxas não pagas, de acordo com um novo estudo do Fines and Fees Justice Center.

O estado pode suspender sua carteira de motorista por infrações como dirigir sob influência de álcool ou drogas, mas também por infrações menores não relacionadas à segurança no trânsito, como faltar no tribunal, falta de pagamento de pensão alimentícia ou multas e taxas impostas pelo tribunal.

Mais de 70% dos avisos de suspensão enviados a cada ano destinam-se a multas e taxas não pagas, disse Ashley Thomas, diretora do “Fines and Fees”, na Flórida e uma das autoras do estudo.

Thomas disse que o método do estado de forçar as pessoas a pagar multas de trânsito, violações de pedágio e custas judiciais é “contraproducente e prejudicial”. Isso prejudica a locomoção da pessoa para o trabalho e para cuidar da família, tornando-se assim uma bola de neve.

O Fines and Fees Justice Center, de acordo com seu site, procura “eliminar taxas no sistema judicial e garantir que as multas sejam equitativamente impostas e aplicadas”.

Em 2017, 72% dos 1,6 milhões de avisos de suspensão da carteira de motorista na Flórida eram de multas e taxas não pagas, enquanto menos de 4% das suspensões eram relacionadas a DUIs e outras formas de condução perigosa, de acordo com o estudo.

Os motoristas têm 20 dias para pagar o valor total devido ou então enfrentam uma suspensão da licença.

Funcionários da Flórida podem encaminhar pagamentos com mais de 90 dias de atraso às agências de cobrança privadas, que podem cobrar 40% adicionais ao valor original devido. Com informações do Sun Sentinel.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Tags: ,,,,,

Gazeta News
Gazeta News



252