DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

JBS anuncia recall de 6,5 milhões de libras de carne por surto de salmonela

A maior empresa de processamento de carne bovina do mundo, JBS Tolleson, Inc., do Arizona, está recolhendo do mercado 6.500.966 libras (aproximadamente 2.948.788kg) de carne bovina devido a um surto de salmonela, anunciou na última sexta-feira, 5,o Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (FSIS).

Pelo menos cinquenta e sete casos de salmonela ligados a este surto foram relatados em 16 estados dos EUA entre 5 de agosto e 6 de setembro, conforme nota do Departamento.

O recall foi divulgado depois que autoridades de saúde identificaram a JBS como a fornecedora comum de produtos crus de carne moída considerados a “provável fonte” de doenças relatadas por salmonela.

O Serviço de Inspeção do USDA foi notificado pela primeira vez do possível surto em setembro. Recibos e cartões de compras de oito pacientes ajudaram os investigadores a identificar a origem do surto.

Os itens crus e não intocados de carne bovina, incluindo carne moída, foram embalados entre 26 de julho e 7 de setembro, contém o código de inspeção “EST. 267” e foram vendidos em todo o país sob as marcas Walmart, Cedar River Farms Natural Beef, Showcase, Showcase / Walmart e JBS Generic.

LEIA TAMBÉM  Previdência paga no exterior deverá ser válida no Brasil ainda em 2011

Recall de carne moída contaminada inclui novos supermercados

Os sintomas da salmonela geralmente começam de 12 a 72 horas após o consumo de alimentos contaminados e podem incluir diarreia, cólicas abdominais e febre que duram entre quatro e sete dias. A maioria das pessoas se recupera por conta própria, mas aqueles que experimentam diarreia persistente podem precisar ser hospitalizadas.

De acordo com as autoridades de saúde, o perigo maior é para pessoas com sistema imunológico enfraquecido, bebês e idosos.

“O FSIS está preocupado que alguns produtos possam ser congelados e nos freezers dos consumidores. Os consumidores que compraram esses produtos são incentivados a não consumi-los. Esses produtos devem ser jogados fora ou devolvidos ao local de compra”, disse a agência ao anunciar o recall.

Cuidado

O FSIS aconselha todos os consumidores a prepararem com segurança seus produtos de carne crua, inclusive frescos e congelados, e somente consumir carne moída que tenha sido cozida a uma temperatura de 160 ° F. Outros cortes de carne devem ser cozidos a uma temperatura de 145 ° F e permanecer em repouso por pelo menos 3 minutos.

LEIA TAMBÉM  EUA: JBS anuncia novo recall por suspeita de carne com salmonela

A única maneira de confirmar que carne moída ou outros cortes de carne são cozidos a uma temperatura alta o suficiente para matar bactérias nocivas é usar um termômetro de alimentos que mede a temperatura interna.

A JBS é a maior empresa de processamento de carne bovina do mundo e a maior indústria brasileira de alimentos. No Brasil, é dona das marcas Friboi Seara e Big Frango evirou destaque em 2017 pelos escândalos da Operação Carne Fraca e as delações de executivos da empresa, que colocaram o presidente Michel Temer no centro de um escândalo de corrupção.

Consumidores com dúvidas sobre o recall podem entrar em contato com a Linha direta de consumidores da JBS USA no telefone (800) 727-2333.

Leia tambémPublix anuncia recall de carne moída vendida na Flórida

Comments

comments

Tags: ,,,

Arlaine Castro
Arlaine Castro
Arlaine Castro Mineira, formada em Comunicação Social - Jornalismo pelo Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (UNILESTEMG). Traz em seu currículo experiências como assessora de comunicação, escritora, revisora e organizadora do livro Eta Babilônia. Atualmente é repórter do Gazeta News.



283