DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Incêndios florestais já mataram 23 pessoas e destruíram 1200 casas na Austrália

Os incêndios florestais na Austrália foram responsáveis pela morte de 23 pessoas, de acordo com atualizações feitas neste sábado (4). O primeiro-ministro Scott Morrison convocou 3 mil reservistas das Forças Armadas do país para combater as chamas que estão devastando o país.

As autoridades alertaram que em Sydney, a maior cidade do país, pode haver problemas no fornecimento de eletricidade, e pediram aos habitantes que reduzissem o consumo de energia.

Na sexta-feira (3), o exército da Austrália iniciou uma operação para resgatar cerca de 4 mil pessoas refugiadas no litoral sudeste, segundo jornal britânico The Guardian.

Milhares de pessoas foram retiradas de suas casas neste sábado no sudeste do país, diante da perspectiva do agravamento das condições meteorológicas e do avanço dos incêndios florestais.

O estado de emergência foi declarado no sudeste do país, a região mais populosa, onde na sexta-feira (3) mais de 100 mil pessoas receberam ordens de evacuação, em três estados.

Moradores e turistas foram resgatados pelo mar, muitos estavam bloqueados nas praias desde 31 de dezembro.

LEIA TAMBÉM  Prefeitura de São Paulo promete carnaval inesquecível

Com altas temperaturas durante os meses de janeiro e fevereiro no país, não há previsão iminente do fim dos incêndios. São esperadas temperaturas acima dos 40°C e fortes ventos, que poderão avivar centenas de incêndios florestais, a maioria fora de controle. Mais de 1200 casas já foram destruídas. Com informações da Frence Presse.

Relacionada:

Incêndios colocam mais de 25 milhões de pessoas sob alerta na Califórnia

Comments

comments

Gazeta News
Gazeta News



275