DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Homem pega 5 anos de prisão por assediar vítimas de Parkland

Um homem da Califórnia que está no espectro do autismo foi condenado na segunda-feira, 2, a mais de cinco anos de prisão por assediar vítimas de Parkland nas redes sociais.

O juiz distrital dos EUA Rodolfo Ruiz impôs a sentença a Brandon Fleury, de 22 anos, de Santa Ana, Califórnia, rejeitando um pedido dos promotores para a sentença máxima de 20 anos.

Fleury foi condenado por um júri em outubro por três acusações de cyberstalking e uma acusação de transmitir uma ameaça de sequestro.

Entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019, Fleury usou várias contas do Instagram para ameaçar e assediar famílias de vítimas do tiroteio de 14 de fevereiro de 2018, na Marjory Stoneman Douglas High School, que deixou 17 mortos e 17 feridos.

Em algumas mensagens, ele alegou ter parentesco e até se passar pelo réu Nikolas Cruz. “Eu matei seus entes queridos, hahaha”, dizia uma mensagem. “Você gostou do meu presente de dia dos namorados? Eu matei seus amigos”, disse outro.

LEIA TAMBÉM  Em Palm Beach, volta às aulas é marcada por falta de ônibus escolar

Um de seus nomes de usuário era “nikolas.cruz.killed.your.sister”.

“As vítimas viviam com medo constante de que o indivíduo que as bombardeava com as mensagens seguiria os passos de Cruz”, disse o procurador assistente, Ajay Alexander.

Testemunhas no julgamento de Fleury disseram que ele é autista, mas especialistas em saúde mental disseram que ele discernia o certo do errado.

Enquanto isso, Cruz, 21, enfrenta a pena de morte se for condenado pelo tiroteio. Seu julgamento deve começar ainda este ano. Com informações de Local10.

Relacionada:

Tiroteio Parkland: eventos homenageiam as vítimas e a comunidade

Comments

comments

Tags: ,

Gazeta News
Gazeta News



284