DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Ex-assistente de prefeito de Miami é acusado de propor sexo a menor de idade

Rene Pedrosa, um jornalista local que se juntou à equipe do prefeito de Miami, Francis Suarez no ano passado, saiu da prisão do condado de Miami-Dade na sexta-feira (7).

Pedrosa foi libertado sob fiança de US$ 26.500, acusado de transmitir pornografia a um menor e propor relação sexual com ele.

Um garoto de 16 anos acusou o ex-repórter da América TeVé, de 48 anos, de tocá-lo e beijá-lo na prefeitura, e depois ter mandado uma mensagem de texto o convidando para práticas sexuais em sua casa.

Depois de conhecer o garoto no Instagram, Pedrosa supostamente organizou uma reunião no dia 25 de novembro na prefeitura para discutir web design. Ele “agarrou a mão da vítima e a colocou no … [seu] pênis ereto”, segundo o relatório da prisão.

Detetives disseram que Pedrosa usou o WhatsApp para enviar uma foto nua para o garoto.

“Estou morrendo de vontade de dormir com você”, escreveu Pedrosa. “Estou em casa sozinho, você pode vir.”

“René, eu não posso fazer isso”, escreveu o garoto quando Pedrosa pediu que ele se juntasse a ele na banheira, segundo o relatório da polícia.

LEIA TAMBÉM  Broward deve relaxar as leis para trazer Uber de volta ao condado

A vítima denunciou o incidente à polícia em 19 de janeiro e os policiais apreenderam o telefone de Pedrosa em 28 de janeiro. Ele renunciou ao cargo de diretor de comunicação de Suarez na terça-feira e foi preso na sexta-feira.

“O foco deve realmente estar na vítima”, disse o chefe de polícia de Miami, Jorge Colina, acrescentando que “a família da vítima … demonstrou uma incrível quantidade de coragem em avançar” e os detetives “não sabem se há outras vítimas”.

Colina está pedindo a qualquer pessoa com informações sobre outras vítimas de Pedrosa que ligue para Miami-Dade Crime Stoppers no número 305-471-8477. Com informações de Local10.

Comments

comments

Gazeta News
Gazeta News



277