DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Com milhões de turistas circulando, Flórida corre para impedir casos de coronavírus

A Flórida recebe milhões de turistas anualmente, e o papel do estado é fundamental na corrida para impedir que o novo coronavírus se transforme em um surto nos Estados Unidos. Não há vacina ou medicamento para tratar COVID-19 no momento.

O estado também conta com uma grande população idosa, mais vulnerável à doença.

As autoridades de saúde da Flórida dizem que não há casos confirmados de COVID-19 no estado. Mas os profissionais de saúde e funcionários do governo do estado querem desesperadamente se antecipar ao novo vírus que se originou na China e se espalhou para mais de duas dezenas de países.

Os hospitais da Flórida estão fazendo os preparativos, os pesquisadores estão se esforçando para encontrar tratamentos e os fabricantes estão tentando criar kits de teste que funcionem.

Na China, onde o surto atingiu com força, trabalhadores médicos frustrados reclamam da falta de máscaras e suprimentos e a Flórida quer evitar uma situação semelhante.

Embora ainda não esteja claro como o vírus se espalha e se é transmitido pelo ar, John Sinnott, médico e professor de doenças infecciosas da Universidade do Sul da Flórida e Hospital Geral de Tampa, lembrou ao Comitê de Política de Saúde do Senado da Flórida que o COVID-19 é altamente contagioso.

LEIA TAMBÉM  Comer em excesso pode dar mais culpa do que trair

“O que sabemos é que uma pessoa infectada com o coronavírus pode espalhá-lo para uma média de 2,2 pessoas, em comparação com a gripe, onde uma pessoa infectada pode espalhá-lo para uma média de 1,8 pessoas”, ele disse.

Preparativos da Flórida

Dr. Scott Rivkees, cirurgião geral da Flórida, disse que o Departamento de Saúde criou uma equipe de gerenciamento de incidentes e tem várias centenas de membros de seu departamento nos 67 municípios do estado, prontos para responder rapidamente. Rivkees disse que também pediu aos provedores de saúde da Flórida que fizessem um balanço de seus suprimentos e garantissem que eles tivessem equipamento de suporte ventilatório para se preparar para o vírus associado a uma infecção respiratória superior.

“De acordo com o CDC [Centros de Controle e Prevenção de Doenças], o risco de um surto nos EUA é baixo, mas precisamos nos preparar”, disse Rivkees a senadores da Flórida.

A Flórida esperava começar a testar pessoas para o COVID-19 agora em laboratórios estaduais em Miami, Jacksonville e Tampa. Mas os kits de teste enviados aos estados e que pretendem fornecer resultados rápidos se mostraram defeituosos e precisam ser refeitos. Enquanto as autoridades de saúde da Flórida aguardarem os novos kits, eles continuarão a enviar amostras para o laboratório do CDC em Atlanta, com resultados demorando vários dias para serem processados.

LEIA TAMBÉM  Casa Branca e Congresso dos EUA são esvaziados

Segundo os critérios do CDC, qualquer pessoa que viaje para a China dentro de 14 dias e mostre sintomas de COVID-19 – tosse, febre, falta de ar – ou um indivíduo que tenha estado em contato próximo com uma pessoa infectada deve notificar o departamento de saúde e fazer o teste .

Qualquer pessoa que suspeite ter sido exposta ao COVID-19 deve ligar para o departamento de saúde local antes de visitar um médico. A pessoa será encaminhada para um hospital que foi preparado para lidar com os testes do COVID-19 e com os possíveis casos, colhendo amostras e as devidas precauções, incluindo possível quarentena.

Fazendo um plano

Na Flórida Central, onde turistas internacionais inundam parques temáticos, a congressista norte-americana Stephanie Murphy, de Winter Park, reuniu oficiais do aeroporto, executivos de hospitais e equipes de emergência nesta semana para discutir a preparação. Eles discutiram um plano de ação de emergência que inclui tudo, desde como uma pessoa com potencial caso de coronavírus seria transportada para o hospital, como alertar os trabalhadores de emergência para que não sejam expostos, como e quando intensificar os esforços de desinfecção em parques temáticos e o aeroporto.

LEIA TAMBÉM  ?Focus on Brazil? trouxe Governador Jeb Bush à Flórida

“Minha esperança é que a Flórida nunca tenha um caso confirmado, mas é melhor exagerar”, disse Murphy. Com informações do Sun Sentinel.

Relacionada:

Brasil tem primeiro caso de coronavírus confirmado na América Latina

Comments

comments

Gazeta News
Gazeta News



277