DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

CDC confirma primeiro caso de vírus mortal da China nos EUA

Os Estados Unidos têm seu primeiro caso confirmado de um novo vírus que apareceu primeiro em Wuhan, na China, no mês passado, e que já infectou mais de 300 pessoas em território chinês, deixando ao menos seis mortos.

Conforme anunciado nesta terça-feira, 21, pelo US Centers for Disease Control and Prevention (Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA), o paciente do sexo masculino (não teve o nome revelado) está isolado no Providence Regional Medical Center, em Everett, Washington. Ele é um residente do condado de Snohomish, em Washington.

Segundo o CDC, o homem viajou de Wuhan para Washington, mas disse que não compareceu aos mercados locais de animais onde muitos dos pacientes estavam infectados.

Os funcionários estão compilando uma lista de pessoas com as quais o paciente teve contato desde seu retorno aos Estados Unidos. O vírus Wuhan pode se espalhar de pessoa para pessoa, mas não tão facilmente quanto vírus como sarampo ou gripe, segundo o CDC.

LEIA TAMBÉM  Brasil investiga nova suspeita de coronavírus em Minas Gerais

Classificado como mortal, o vírus já adoeceu centenas e matou seis pessoas na Ásia.

Triagem em aeroportos

O CDC também anunciou nesta terça-feira que começará a triagem de passageiros que voam direta ou indiretamente de Wuhan para o Aeroporto Internacional Hartsfield-Jackson Atlanta e o Aeroporto Internacional Chicago O’Hare.

Em 17 de janeiro, o CDC começou a rastrear passageiros que chegavam de Wuhan ao Aeroporto Internacional John F. Kennedy em Nova York, seguidos pelo Aeroporto Internacional de Los Angeles e pelo Aeroporto Internacional de São Francisco.

O novo tipo de coronavírus descoberto na China provoca sintomas semelhantes ao de uma gripe forte e pneumonia. Especialistas avaliam que ele é menos mortal do que o SARS e o MERS, doenças semelhantes provocadas por outros tipos de coronavírus e que tiveram surtos nos anos 2000. Reuters.

Comments

comments

Tags: ,

Gazeta News
Gazeta News



282