DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Boeing com 176 passageiros teria sido atingido por míssil, segundo NYT

Foto: Reprodução/New York Times

O jornal “The New York Times” divulgou hoje, quinta-feira, um vídeo que supostamente mostra o avião ucraniano, que carregava 176 passageiros, sendo atingido por um míssil. As imagens estão no site do NYT .

“Para analisar o vídeo, confirmamos que ele foi filmado perto da rota de voo do avião a partir de Teerã” , explicou o jornal.

A origem e veracidade do vídeo ainda não foram confirmados por outras fontes mas, além do jornal, o governo canadense também teria dito haver evidências de que um míssil do Irã derrubou o Boeing 737 da Ukraine International Airline, nessa quarta-feira.

“Temos informações de várias fontes, incluindo dos nossos aliados e de nossas próprias fontes. As provas apontam para [a possibilidade de que] que o avião tenha sido abatido por um míssil terra-ar iraniano”, anunciou Trudeau, ressalvando que “pode não ter sido intencional”, disse o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau.

O governo americano também acredita que o míssil iraniano tenha abatido o boing. De acordo com a agência Reuters, uma fonte norte-americana teria revelou que os satélites norte-americanos detectaram o lançamento de dois mísseis iranianos pouco antes da queda do avião que vitimou 176 pessoas.

Washington acredita que a aeronave pode ter sido abatida na sequência de um erro. “Alguém poderá ter cometido um erro”, disse Donald Trump, acrescentando que sempre suspeitou que a queda do avião não estava relacionada com erros mecânicos.

Passageiros eram de vários países

O boeing levava passageiros de vários países, sendo a maioria do Irã e nenhum americano, daí a especulação de que tenha se tratado de erro das forças militares iranianas. As pessoas eram de 7 nacionalidades: Irã (82), Canadá (63), Ucrânia (11), Suécia (10), Afeganistão (4), Reino Unido (3) e Alemanha (3). Entre as vítimas, 16 tinham menos que 10 anos de idade.

Ucrânia investiga causas

As autoridades ucranianas – que enviaram para Teerã uma equipe de 45 investigadores para participar do inquérito em curso – disseram nesta quinta-feira que investigam potenciais cenários que esclareçam a queda do avião.

Até ao momento, existem sete possíveis causas para o acidente, incluindo um eventual ataque com mísseis e terrorismo. Por enquanto, “nenhuma é prioritária”, revelou o secretário do Conselho Ucraniano de Segurança e de Defesa Nacional, Sergei Danylov, à agência France Presse.

Com informações da CNN e da Agência Brasil.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Tags: ,,,,,,,

Vanuza Ramos
Vanuza Ramos
Vanuza Ramos formou-se em Jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba-UEPB. Há 10 anos vive nos Estados Unidos, onde também desenvolve atividades culturais voltadas para a comunidade brasileira. Como escritora, participou das duas edições da coletânea “Brava Gente Brasileira em Terras Estrangeiras”. Seu portfolio inclui também trabalhos na área de Produção de Eventos e Shows, Public Relations e Marketing.



267