DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Aumenta o número de brasileiros com visto EB-5 e que investem na Flórida

green card visto EB5 brasileiros investidores Flórida

Amilcar Rodrigues Coelho, 65 anos, investiu no ramo imobiliário em Orlando e recebeu o green card em 2017.

O Brasil se tornou nos últimos anos o maior participante do programa de visto EB-5 da América Latina e em 2018 ficou em sexto no ranking geral do U.S. Citizenship and Immigration Services (USCIS).

O número de investidores brasileiros passou de 380 em 2018 e mostra que investir em um negócio nos Estados Unidos tem atraído cada vez mais pela possibilidade de mudar legalmente para os Estados Unidos, sendo a Flórida o local buscado pela maioria.

“A área mais buscada pelos brasileiros geograficamente falando é o estado da Flórida, mais precisamente no sul (Miami-Dade e Broward) e a parte central que engloba Orlando e as regiões adjacentes”, destaca o advogado Alexandre Piquet, que atua há 20 anos com investidores brasileiros nos EUA e fala com segurança sobre essa melhora no mercado.

Esse aumento vem sendo gradual e deve melhorar ainda mais, analisa Piquet. “Três anos atrás o Brasil representava 2% de todos os “green cards” emitidos através do programa. Este número dobrou para 4% e a estimativa é que este ano o total de brasileiros que investiram $500.000 no mínimo será de 6%, ou seja, cerca de 600 residências permanentes emitidas para brasileiros através deste programa”, aponta.

Brasileiros comemoram melhora do mercado de emprego na Flórida

Uma análise dos dados retirados do site do USCIS do ano fiscal de 2018 mostra um aumento na emissão de vistos de investidor, com o Brasil ocupando a sexta posição geral.

1. China Continental – 74,642 – 48,3% do total.
2. Vietnã – 693 – 7,2% do total.
3. India: 585 – 6,1% do total.
4. Coreia do Sul -531 ou 5,5% do total.
5. China Taiwan – 1452 ou 4,7% do total.
6. Brasil 388 ou 4% do total.

Melhora do mercado

Em 2017, 282 brasileiros, ou seja, 2,8%, apostaram no EB-5. No ano anterior, foram 150. Se comparar com 2015, o número é muito menor. Somente 34 brasileiros investiram nos Estados Unidos por meio do EB-5 naquele ano.
Esse aumento gradual vai acelerar ainda mais, analisa Piquet, tanto pela melhora da economia no Brasil quanto pela política imigratória recente dos EUA.

O advogado Alexandre Piquet, atua há 20 anos com investidores brasileiros na Flórida . Foto: arquivo pessoal.

“A tendência é que o brasileiro continue investindo cada vez mais aqui nos Estados Unidos. Com a melhora da situação econômica do Brasil, é natural que muitos investidores e empresários queiram diversificar e expandir os seus negócios e o seu portfólio em um país tão sólido quanto os Estados Unidos. Além disso, o número de imigrantes ilegais deve diminuir com os esforços da administração atual para coibir tal prática. Por isso, a quantidade de novos investimentos e migração legal de brasileiros para América deve continuar aumentando e melhorando em volume e qualidade”, analisa.

Segundo o site especializado nesse tipo de visto, o EB5 Daily, da mesma forma que o Brasil aumentou sua participação em comparação com 2017, ele pode ficar entre os cinco primeiros países se continuar no ritmo em que está.

“Como a China Continental vem enfrentando um atraso, esses desenvolvedores precisam encontrar mercados alternativos para levantar capital de investimento. O Brasil não atingiu tanto retrocesso e se mantiver a estabilidade, torna-se o mercado perfeito para desenvolvedores EB-5. Centros regionais e desenvolvedores também gostam do Brasil porque também tem muitas famílias milionárias e, portanto, mais potencial de crescimento do que países como o Vietnã”, destaca o portal.

90% dos brasileiros escolhem a Flórida para empreender, aponta pesquisa

De acordo com o Miami Herald, o Brasil é o principal parceiro comercial da Flórida há mais de duas décadas. Bilhões de dólares foram comercializados em mercadorias entre os dois países e Miami e Orlando são as cidades mais procuradas para investimento de brasileiros nos EUA.
Segurança e aposentadoria

Dentre as vantagens que os brasileiros que buscam o green card por meio do EB5 apontam estão a rapidez para obtenção do visto, poder iniciar um próprio negócio, viajar com mais facilidade entre os dois países, e sem dúvida, viver com mais segurança e ter acesso a uma educação melhor para os filhos.

É o que cita o paulista Amilcar Rodrigues Coelho, 65 anos, um dos brasileiros que investiu o valor exigido pelo programa EB-5, ou seja, US 500,000.00, em um projeto imobiliário de lojas e moradias na área de Orlando chamado City Center West Orange e conseguiu o green card em 2017. Engenheiro Eletrônico, Coelho disse que optou pelo EB-5 pela rapidez do processo. “É o meio mais fácil e rápido de conseguir o Green Card e posterior cidadania americana. iniciei o processo em 2015 e em 2016 já me mudei para a Flórida enquanto aguardava o green card que saiu em 2017”, explica.

Brasileiros levam sorrisos e alegria a hospitais e asilos da Flórida

A consultora financeira Valquiria Gomes Pidgeon e seu cliente, Amilcar Coelho. Foto: arquivo pessoal.

Hoje, o engenheiro mora com a família em Delray Beach e, satisfeito pela qualidade de vida, já pensa em uma aposentadoria mais segura e lucrativa. “Sem dúvida o que chama a atenção é a qualidade de vida, principalmente na questão de segurança, além do que a região onde moro é muita bonita e de clima agradável. E a expectativa é de uma aposentadoria tranquila com o retorno do investimento com um lucro considerável”, analisa.

Especializada em projetos EB-5, a consultora financeira que intermediou o processo como investidor de Amilcar Coelho, Valquiria Gomes Pidgeon, atua com há cerca de 5 anos na Florida 360 Investments & Realty, LLC. em Miami, e reforça o aumento na procura pelos investidores brasileiros pelo setor imobiliário, especialmente em Orlando, por ser abaixo da média do sul da Flórida.

“Além disso, a rentabilidade de imóveis para temporada tem excedido qualquer outro tipo de investimento de baixo risco nos EUA. Isto devido ao crescimento de turistas que buscam imóveis de temporada, ao invés de hotéis”, opina.

Sobre o perfil dos investidores brasileiros recentes, consultora analisa que a grande maioria é composta por casais na faixa entre 40-55 anos, com filhos em idade escolar, pequenos empresários ou profissionais liberais como médicos, advogados e consultores.

Leia também

Número de brasileiros naturalizados diminui nos Estados Unidos e na Flórida

Baixe nosso app:

Comments

comments

Tags: ,,,

Arlaine Castro
Arlaine Castro
Arlaine Castro Mineira, formada em Comunicação Social - Jornalismo pelo Centro Universitário do Leste de Minas Gerais (UNILESTEMG). Traz em seu currículo experiências como assessora de comunicação, escritora, revisora e organizadora do livro Eta Babilônia. Atualmente é repórter do Gazeta News.



268