DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Viúva do embaixador grego tem prisão solicitada no Rio

Share

Kyriakos Amiridis e Françoise Amiridis viviam juntos há 15 anos e têm uma filha de 10 anos. Foto: reprodução facebook

*Atualizada às 7:30pm, de 30\12\2016.

A Justiça fluminense, segundo informou a Polícia Civil, decretou na noite desta sexta-feira, 30, a prisão temporária de três pessoas por envolvimento na morte do embaixador da Grécia no Brasil, Kyriakos Amiridis, de 59 anos.

De acordo com o delegado Evaristo Pontes Magalhães, da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), o crime foi passional e há indícios da participação da mulher de Kyriakos, Françoise Souza Oliveira, de 40 anos, com quem o embaixador tinha uma relação há 15 anos e uma filha de dez. Além dela, foram indiciados o PM Sérgio Gomes Moreira Filho, de 29 anos, amante de Françoise, que confessou o crime; e o primo dele, Eduardo Moreira de Melo, 24.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro confirmou nesta sexta-feira, 30, que o corpo encontrado em um carro carbonizado no Arco Metropolitano é do embaixador da Grécia no Brasil, Kyriakos Amiridis, 59 anos, e as investigações apontaram crime passional.

Segundo a investigação, o sofá da casa de Nova Iguaçu, onde estavam, tinha várias manchas de sangue que acabaram por diluir a versão da esposa, a brasileira Françoise Amiridis, ao denunciar o desaparecimento do marido.

A demora de 48 horas em comunicar o desaparecimento do marido também levantou a suspeita da polícia.

Ainda de acordo com a investigação, o embaixador foi morto dentro da própria casa e, logo depois, o PM retirou o corpo usando o carro que tinha sido alugado pelo embaixador. Os outros dois suspeitos de envolvimento no crime não tiveram o nome divulgado.

O desaparecimento foi comunicado pela embaixatriz na quarta-feira, 28, no qual consta que o diplomata saiu de casa na noite de segunda-feira, 26, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, em um carro alugado sem dizer onde ia.

O veículo, um Ford Ka Sedan, foi localizado queimado nas proximidades do Arco Metropolitano, na altura de Nova Iguaçu.

Kyriakos Amiridis e Françoise Amiridis viviam juntos há 15 anos e têm uma filha de 10 anos.

Com informações do G1.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Share

Tags: ,

Gazeta News
Gazeta News
209