DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

V?imas do Wilma reclamam de lentid? na ajuda

O secret?io de Seguran? Interna dos EUA, Michael Chertoff, reconhece que o envio da ajuda federal aos atingidos pelo furac? Wilma, na Fl?ida, est?demorando demais, e pediu ? v?imas que tenham paci?cia. “Nas melhores circunst?cias, com os melhores planos, temos de enfrentar a realidade f?ica de uma tormenta destruidora”, disse Chertoff. “Devo dizer, honestamente, que todos dever? ter paci?cia.”

O Wilma chegou na segunda-feira ?Fl?ida, inundando vastas ?eas no sul do Estado, interrompendo o fornecimento de energia el?rica para at?6 milh?s de pessoas e causando pelo menos 10 mortes nos EUA. O prefeito de Miami-Dade, Carlos Álvarez, se disse “decepcionado e furioso” pelo fato de a Ag?cia de Administração de Emerg?cias, a Fema, ter enviado quantidade insuficiente de provis?s para algumas ?eas onde o estoque de comida, gelo e ?ua pot?el escasseava. A Fema foi objeto de pesadas cr?icas ap? a passagem do furac? Katrina, em agosto, pelos Estados do Golfo do M?ico.

Hoje, os habitantes da Fl?ida faziam longas filas para obter ?ua e combust?el, enquanto o governo estadual se esfor?va para restaurar o fornecimento da energia el?rica na maior parte do Estado. “Temos ainda 2,7 milh?s de clientes sem energia”, informou um porta-voz da empresa Fl?ida Power & Light. Kristin Jacobs, prefeita de Broward, ao norte de Miami, disse que infra-estrutura el?rica da cidade foi afetada.

Em Canc?, aproximadamente 22 mil turistas estrangeiros esperavam hoje uma oportunidade para deixar o balne?io. O aeroporto local foi reaberto na ter?-feira. O sistema de telefonia fixa da cidade entrou em colapso e o de celulares esteve inst?el hoje.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
153