DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Vencendo obstáculos

A queixa habitual quando os pais buscam ajuda para seus filhos, inclui um conjunto de observações que quase sempre são assim citados:

Meu filho está sempre agitado;
Meu filho não presta atenção em nada;
Meu filho esquece das coisas com facilidade;
Meu filho vive no mundo da lua;
Meu filho não quer fazer lição;
Meu filho não quer ajudar nas tarefas da casa;
Meu filho só presta atenção ao computador ou video-game; aos amigos;
Meu filho não termina nada que começa; deixa tudo espalhado pelo chão;
Meu filho não lembra de ligar para casa para avisar que esta atrasado;
Meu filho gasta mais dinheiro do que tem;
As notas do meu filho na escola vão de mal a pior; etc.

É claro que essas reclamações não são suficientes para determinar se alguém necessita de ajuda de um profissional na área de saúde mental. É necessário observar o relacionamento entre a criança e a família. E é esse último ponto, a família, que eu gostaria de abordar.
Será que a falta de atenção dos filhos não é resultado da falta de atenção e de cuidado dos pais? Da inconsistência dos pais? Da falta de tempo dos pais? Da pressa do indivíduo em ganhar a regata? Ou da pressão social para ganhar a regata?

De forma alguma quero ignorar ou minimizar a possibilidade da existência de uma disfunção no sistema neurológico, e deve, portanto, ser tratado com a ajuda possivelmente, de medicamentos e terapia para a mudança de comportamentos que causam problemas.
No entanto, gostaria de chamar a atenção para o estilo de vida que muitas famílias de hoje tem. A maioria dos pais se vê obrigada a assumir uma rotina bastante cansativa. Quando chegam em casa, o que qualquer adulto quer é um pouco de sossego, ver que tudo transcorreu bem em casa ao longo do dia, e que os filhos fizeram suas tarefas. Mas é nesse momento que gostaria que os pais observassem alguns aspectos importantes:

Meu filho tem uma rotina adequada?
Meu filho tem tempo para dedicar-se aos estudos?
Meu filho tem mais atividades extracurriculares do que tempo livre?
Meu filho tem um local adequado para estudar?
Meu filho tem suporte de um adulto caso não consiga desempenhar alguma tarefa?
Meu filho tem um ambiente tranqüilo, livre de todos os estímulos concorrentes (computador, msn, bbm, ipod, ipad, iphone, x-box …)?
Meu filho tem um ambiente tranqüilo e livre de comentarios negativos, tais como: você é um idiota, você é um imbecil, você faz tudo errado?
Esse é só o começo de uma lista de possíveis fatores que afetam o comportamento de uma criança de forma positiva ou negativa.

Destarte, uma observação crítica do seu ambiente familiar (ambiente físico e de relações interpessoais) deve dar dicas das causas de alguns comportamentos inadequados, ou indesejados, do seu filho. A atenção e o cuidado dos pais são os primeiros passos para o tratamento e sucesso de seus filhos na regata da vida.

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]

Tags: ,,

Rosana Brasil
Rosana Brasil
Rosana Brasil é terapeuta de Matrimônio e Família, formada pela Universidade Católica St. Thomas, em Miami. Trabalha ajudando indivíduos e famílias a reconstruírem suas histórias de vida de maneira positiva e criativa.
225