DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Vasco derrota o Figueirense por 2 a 1 e deixa a zona de rebaixamento

O Vasco derrotou o Figueirense por 2 a 1, na tarde deste domingo, em São Januário, e com a derrota do São Paulo para o Goiás se livrou da zona de rebaixamento. Romário (pênalti) e Morais fizeram os gols que deixaram a equipe carioca com 18 pontos, mesma pontuação do campeão da Libertadores, que tem uma vitória a menos. Já o time catarinense manteve-se com 15 pontos, na antepenúltima colocação.

O início da partida foi um exemplo da difícil situação dos times na tabela de classificação. A falta de criatividade no meio de campo e os erros de passes impediam qualquer aproximação perigosa das áreas. O primeiro gol só poderia sair numa jogada de bola parada. Aos 25m, Diego entrou pela esquerda e caiu na área após uma trombada com Paulo Sérgio. Edílson Pereira de Carvalho marcou pênalti, que Romário cobrou com categoria, no canto direito.

Nem assim, o nível técnico do jogo melhorou. Tanto que o segundo gol do Vasco saiu depois de nova falha da zaga do Figueirense, aos 39m. A bola sobrou para Diego, que rolou para Morais acertar um bonito chute no canto direito.

– A gente ainda continua tendo erro infantil. Nesses jogos que não são tão difíceis quanto os outros, a gente tem que jogar sempre 100%, mas isso não está acontecendo – disse Romário, na descida para o vestiário. Na próxima terça-feira, o atacante vai comemorar o 18º aniversário do seu primeiro título como profissional: o Campeonato Estadual de 87, com a camisa vascaína.

– O negócio é fazer logo o terceiro e o quarto gols, para definir logo, sem sofrimento – disse Renato Gaúcho, na volta do intervalo.

O técnico vascaíno parece que estava prevendo o que iria acontecer. Logo com um minuto, Ciro derrubou Adriano na área. Pênalti bem cobrado por Michel Bastos.

O Figueirense, no entanto, continuou errando muito. O Vasco, por sua vez, não soube aproveitar a fragilidade do adversário para ampliar. Aos 14m, Romário perdeu a chance de fazer o terceiro, livre na área, chutando por cima. Poucos minutos depois, Alex Dias emendou de primeira um cruzamento e Édson Bastos fez excelente defesa.

O sofrimento que Renato queria evitar só acabou no apito final do árbitro. O Vasco volta a jogar na próxima quarta-feira contra o Paysandu, em Belém. No mesmo dia, o Figueirense recebe o São Paulo, em Florianópolis.

Vasco 2 x 1 Figueirense

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Edílson Pereira de Carvalho (SP), auxiliado por Márcio Luiz Augusto (SP) e Francisco Rubens Feitosa (SP)

Cartões amarelos: Bebeto, Michel Bastos e Alexandre do Figueirense; Ygor, Éder e Roberto do Vasco

Gols: Romário (pênalti) aos 25 minutos e Morais aos 39 minutos do primeiro tempo; Michel Bastos (pênalti) aos dois minutos do segundo tempo

Vasco: Roberto; Claudemir, Éder, Ciro e Diego; Claudemir, Ygor, Osmar (Luciano), Morais (Róbson Luís) e Fernandinho (Abedi); Alex Dias e Romário. Técnico: Renato Gaúcho

Figueirense: Édson Bastos; Márcio Martins, Bebeto e Eloy; Paulo Sérgio, Fernandes (Rogerinho), Rudnei (Sérgio Manoel), Marquinhos Paraná e Michel Bastos; Alexandre e Adriano (Rodrigo). Técnico: Zé Mário

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
164