DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Torcicolo faz Guga desistir de partida

Gustavo Kuerten sofreu a quinta derrota consecutiva nos torneios da ATP, ao cair diante do argentino Guillermo Coria por 6/3, 4/0 e desistência na partida de estréia em Sopot, na Polônia, nesta terça-feira. Num jogo em que começou bem, o tenista brasileiro, já com tantos problemas, ganhou mais um inimigo: o torcicolo. Sem poder sacar, como alegou, abandonou a quadra e voltará ao Brasil para exames.

“É a segunda vez nestas últimas semanas que estou sentindo problemas com um torcicolo”, disse Guga, que sentiu o mesmo problema no jogo diante de Hugo Armando, há duas semanas, em Stuttgart. “Preciso ver o que é isso e vou fazer novos exames”.

Para Guga, enquanto conseguiu jogar sem dores no pescoço, seu jogo rendeu bem. Manteve equilíbrio na partida até 3 a 3. Depois, voltou a sentir o torcicolo e perdeu cinco saques seguidos. “Acho que valeu pelo primeiro set”, constatou o tenista. “Consegui jogar bem, mas depois, no segundo, estava travado”.

Com mais esta nova derrota, Guga vai cair novamente no ranking mundial. Ocupa esta semana a posição de número 288, mas terá 35 pontos do Masters Series de Cincinnati para defender. Como ficará fora do circuito até o dia 22 deste mês, é certo que perderá mais alguns postos na lista de classificação da ATP.

Apesar dos resultados negativos nesta série de torneios no saibro europeu – perdendo para Tommy Robredo no Masters Series de Hamburgo (Alemanha); depois para David Sanchez, em Roland Garros; para Hugo Armando, em Stuttgart (Alemanha); novamente Robredo, em Umag (Croácia); e Coria, em Sopot -, Guga está convencido de que deve seguir seu caminho em torneios fortes. Só assim, pode ter certeza de seu atual estágio e também esperanças de recuperar o seu melhor nível. Esta série de derrotas só foi quebrada nos jogos da Copa Davis, quando venceu Alex Blom e Raoul Behr, das Antilhas Holandesas, adversários muito fracos.

Agora, Guga volta ao Brasil, pois também desistiu de participar da chave de duplas, em Sopot, e só retomará o circuito profissional em 22 de agosto para jogar o ATP Tour de New Heaven, nos Estados Unidos, e, na semana seguinte, disputar o US Open, em Nova York.

Guga ainda poderá usar o ranking de proteção por mais seis torneios ou mais seis meses, o que vier primeiro. Como nestas competições na Europa ganhou wild cards (convites), não usou o ranking congelado na 30ª posição e sua intenção é de manter esse recurso até janeiro do próximo ano para garantir sua participação no Aberto da Austrália, quando então já pensa estar em melhores condições para correr atrás de pontos e melhorar sua classificação na ATP.

Baixe nosso app:

Comments

comments

Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
152