DESDE 1994 SERVINDO À COMUNIDADE BRASILEIRA NOS ESTADOS UNIDOS.

Breaking news

Substância natural pode ajudar contra asma, diz pesquisa

Uma substância natural que abre as vias respiratórias poderá ser usada no tratamento de asma, segundo cientistas do Centro Médico da Duke University, nos Estados Unidos.

Os pesquisadores constataram que ratos asmáticos têm muito pouco desse broncodilatador natural que torna possível respirar.

Os estudos anteriores sobre a asma tinham se concentrado no que poderia provocar a contração das vias respiratórias.

Segundo os pesquisadores em artigo publicado na revista Science, as suas constatações podem levar a novos tipos de tratamento da doença.

GSNO

Os cientistas americanos identificaram a substância natural, chamada nitrosoglutathione (GSNO), uma molécula na família do óxido nítrico, que mantém as vias respiratórias abertas.

Testes demonstraram que pessoas com asma têm pouco GSNO.

Por isso, os medicamentos que aumentam os níveis dessa substância podem oferecer formas de tratamento das vias obstruídas, segundo os pesquisadores.

Eles vêm pesquisando as razões que levam a baixos níveis de GSNO no corpo.

A equipe já descobriu que a família de moléculas chamadas S-nitrosothiols (SNOs) têm um papel no transporte de óxidos nitrosos como o GSNO pelo corpo.

Os cientistas estudaram os ratos que não tinham uma enzima chamada chamada GSNO reductase, que quebra as SNOs e, com isso, determina os níveis de GSNO em muitos tecidos, inclusive os pulmões.

Se existe muita quantidade de GSNO reductase, muitas moléculas SNOs são quebradas e há pouco GSNO para manter as vias respiratórias abertas.

Alérgenos

Eles constataram que os ratos com tendência a asma tinham níveis elevados de GSNO reductase e, portanto, baixas concentrações de GSNO nos pulmões depois de terem sido expostos a alérgenos.

Os cientistas sugerem que a exposição a susbtâncias alergênicas provoca a elevação dos níveis de GSNO reductase.

“De forma geral, os cientistas têm se concentrado nos processos que contraem ativamente as vias respiratórias ou levam a inflamações, dificultando a entrada e saída de ar”, disse Jonathan Stamler, que liderou a pesquisa.

“Nossas constatações sugerem que a doença pode ser resultado de deficiência do broncodilatador natural que normalmente relaxa as vias respiratórias”.

“Elas indicam que a GSNO reductase é decisiva para regular o tônus das vias respiratórias em circunstâncias normais e em resposta a um problema alérgico, e que um desequilíbrio de GSNO, e talvez de outras S-nitrosothiols, podem contribuir fundamentalmente para asma”.

“Os resultados sugerem que a deficiência de GSNO vista em pacientes com asma pode ser resultado do aumento da atividade de GSNO reductase”.

“Portanto, a enzima pode oferecer um novo objetivo para terapias desenvolvidas para aliviar a obstrução das vias respiratórias.”

O professor Martyn Patridge, assessor-médico chefe da organização Asthma UK, disse: “São resultados interessantes que mostram mudanças que são adicionadas ao entendimento existente sobre o que controla o tamanho das vias respiratórias na asma”.

“Ainda não está claro se essas observações levam a possíveis terapias novas.”

Baixe nosso app:

Comments

comments

[apss_share]
Gazeta Admininstrator
Gazeta Admininstrator
196